Translate

quarta-feira, 26 de abril de 2017

MAIS QUE VENCEDORES “MAS EM TODAS ESTAS COISAS SOMOS MAIS QUE VENCEDORES, POR AQUELE QUE NOS AMOU” (ROMANOS 8, 37) POR FABRÍCIO MATEUS DE MELLO

Vivemos em dias muito críticos devido à falta de fé que tem tomado conta dos corações dos homens. Mesmo dentro da Igreja, vemos muitos que não conseguem manter firme suas convicções a respeito da crença cristã. Deixam-se levar por diversas doutrinas estranhas às Escrituras Sagradas. Até mesmo no texto em epígrafe a palavra vencedores é mau compreendida. Muitas vezes misturando a doutrina bíblica com heresias diversas, liberalismo doutrinário, falta de ortodoxia (doutrina tradicional) e ortopraxia (prática da doutrina). Mesmo assim, ouvimos com frequencia que somos chamados a vitória pela fé em Cristo Jesus. Que o crente é chamado de vencedor, incluindo nisso campanhas prolongadas no sentido de alcançar a vitória.Devido a isso, muitos tem se deixado levar pelos marqueteiros da fé. Homens que se intitulam cristãos e mestres do cristianismo mas que no fundo sabemos não estarem nem perto de Cristo. Homens que Jesus não conheceu (Mateus 7, 22-23), que vivem atraindo incautos pela promessa de melhoria desta vida terrena. Há muito que se falar deles, mas o ponto que precisamos atentar é a insistência na ideia de que temos e precisamos vencer. Vencer é a palavra que mais se repete nesses meios. Dizem eles que se você servir a Jesus (de preferência na igreja deles) você terá vitórias de todos os tipos. Tais promessas incluem vitória contra o diabo, vitória contra as dívidas, vitória contra seus chefes. Vitória contra qualquer coisa, quando na verdade a bíblia não nos faz esse tipo de apelo, quando se trata de vencer alguma coisa. O que a Escritura diz: Quando a Bíblia fala que somos vencedores, ela está falando de fé em Jesus Cristo. Essa é a vitória que devemos buscar: a fé em Jesus Cristo como Filho de Deus. Vejamos em 1 João, cap. 5, versos 4 e 5, diz o seguinte: porque todo o que é nascido de Deus vence o mundo; e esta é a vitória que vence o mundo: a nossa fé. Quem é o que vence o mundo, senão aquele que crê que Jesus é o Filho de Deus?. Portanto, se você tem se deixado balançar na fé por conta de alguma afirmação que contrarie o que diz as escrituras, você não é vencedor. Se algum professor, cientista, familiar, ou mesmo algum pastor o fez desacreditar de alguma forma na Divindade de Jesus Cristo, você é um derrotado. O mundo lhe venceu e é preciso que se arrependa, lembre-se de onde caíste e peça perdão a Deus. Estando claro que João que nos fala da fé em Jesus, podemos entender melhor as outras passagens que falam de vitória. Elas seguem essa mesma linha de significado. Vencedores em Romanos: Analisando algumas delas, começando pela carta de Paulo aos Romanos: Mas em todas estas coisas somos mais que vencedores, por aquele que nos amou. Porque estou certo de que, nem a morte, nem a vida, nem anjos, nem principados, nem coisas presentes, nem futuras, nem potestades, nem a altura, nem a profundidade, nem qualquer outra criatura nos poderá separar do amor de Deus, que está em Cristo Jesus nosso Senhor” (Romanos 8, 37-39). Observe que Paulo fala que somos mais que vencedores não no sentido de que não teremos aflições neste mundo. Jesus disse (João 16, 33) que teríamos aflições, mas ele venceu o mundo! Obviamente, é um consolo saber que nosso Senhor é vitorioso contra o mundo que nos persegue e nos impõe aflições. Jesus, com essa frase, nos reforça a fé. A fé que nos lembra que Jesus é o vencedor nos dá animo. Paulo deixa isso muito claro: temos fé, somos mais do que vencedores, pois não importa a aflição que tenhamos, nossa fé permanece inabalável. Vencedores em Hebreus: O autor de Hebreus deixa um exemplo disso mencionando os santos que haviam sido vitoriosos mesmo afligidos por causa de sua fé: “(…) os quais por meio da fé venceram reinos, praticaram a justiça, alcançaram promessas, fecharam a boca dos leões, apagaram a força do fogo, escaparam ao fio da espada, da fraqueza tiraram forças, tornaram-se poderosos na guerra, puseram em fuga exércitos estrangeiros. As mulheres receberam pela ressurreição os seus mortos; uns foram torturados, não aceitando o seu livramento, para alcançarem uma melhor ressurreição; e outros experimentaram escárnios e açoites, e ainda cadeias e prisões. Foram apedrejados e tentados; foram serrados ao meio; morreram ao fio da espada; andaram vestidos de peles de ovelhas e de cabras, necessitados, aflitos e maltratados (dos quais o mundo não era digno), errantes pelos desertos e montes, e pelas covas e cavernas da terra” (Hebreus 11, 33-38). Vencedores em Apocalipse: Entendemos dessa mesma forma a exortação de Jesus em todas as sete cartas destinadas às sete igrejas da ásia. Registradas em Apocalipse capítulo 2, versos, 7, 11, 17 e 26 bem como no cap. 3, versos 5, 12, 21. Há sete cartas, e sete vezes aparece a palavra “aquele que vencer…” e em seguida uma promessa ao crente perseverante. Do mesmo modo no penúltimo capítulo da Bíblia, depois de mostrar as maravilhas da Nova Jerusalém, a mesma exortação aparece. Ela diz: “Aquele que vencer herdará estas coisas; e eu serei seu Deus, e ele será meu filho” (Apocalipse 21, 7). Conclusão: Portanto, irmãos, não percamos jamais a nossa fé. Mesmo que tudo pareça difícil, mesmo que tudo pareça sem solução, mesmo que nada nos parece dar consolo e forças. Se nossa fé permanece, então podemos dizer com segurança, “somos mais que vencedores”.