Translate

terça-feira, 16 de maio de 2017

A CONFISSÃO POSITIVA NO BRASIL - PAULO RODRIGUES ROMEIRO É UM PASTOR E APOLOGISTA CRISTÃO EVANGÉLICO BRASILEIRO. FOI PRESIDENTE DO INSTITUTO CRISTÃO DE PESQUISAS (ICP) EM SÃO PAULO, E ATUALMENTE É PASTOR PRESIDENTE NA IGREJA CRISTÃ DA TRINDADE

O movimento da fé tem encontrado uma formidável guarida entre os brasileiros. Algumas igrejas já foram estabelecidas em diferentes lugares, como a Igreja do Verbo da Vida, em Guarulhos, São Paulo, a Comunidade Rema no Morro Grande, também em São Paulo (não há ligação entre esta igreja e a de Guarulhos) e a Igreja Verbo Vivo, em Belo Horizonte. Diversos outros líderes, igrejas e organizações estão aderindo aos ensinos da confissão positiva sem fazer uma avaliação bíblica adequada de sua proposta. Em muitos lugares, até mesmo pastores de igrejas evangélicas tradicionais aconselham seus membros a ler os livros do movimento, que são vendidos aos montes nas livrarias evangélicas. A confissão positiva já alcançou repercussão significativa nos meios de comunicação, especialmente na televisão. Um nome bastante conhecido é o de R. R. Soares, líder da Igreja Internacional da Graça de Deus, responsável pela publicação da maioria dos livros de Kenneth Hagin no Brasil. Seu programa vai ao ar todas as manhãs pela TV Bandeirantes. Outra pessoa que tem influenciado muitos no Brasil é o engenheiro Jorge Tadeu, hoje pastor e líder das igrejas Maná, em Portugal. Alguns de seus livros já circulam no Brasil, e ele tem aparecido em programas evangélicos de TV (como o de Valnice Milhomens) e promovido conferências bastante concorridas em São Paulo. O ministério Cristo Salva, liderado pelo Pr. Cássio Colombo (o "tio Cássio"), em Indianópolis, na cidade de São Paulo, já se ligou oficialmente ao ministério de Jorge Tadeu em Portugal. Pode ser citado ainda o ministério de Miguel Ângelo da Silva Ferreira, pastor da Igreja Evangélica Cristo Vive, no Rio de Janeiro. Estas são as informações contidas em várias publicações do ministério sobre Miguel Ângelo: Pastor, evangelista, pregador de grandes campanhas e reconhecido internacionalmente. Nascido em Luanda, Angola, foi chamado ao Ministério em 1979. Professor, Bacharel em Teologia e Advocacia, formado pelo Haggai Institute for Advanced Leadership Training, fundador e Presidente da Igreja Evangélica Cristo Vive — Rio de Janeiro — Brasil. Tendo sido reconhecido como Apóstolo em graça para o Brasil pela 1ª Convencion Internacional de Iglesias en Gracia, em Miami, EUA, autor de vários livros de grande repercussão, tem sido um instrumento de Deus para Evangelização e Pregação da Palavra em graça. Preside a Associação Brasileira de Comunicadores Cristãos do Brasil; é membro da Academia Evangélica de Letras do Brasil e desenvolve um grande Ministério de Comunicação, através de televisão e rádio. Apesar do currículo impressionante, vários ensinos de Miguel Ângelo têm gerado controvérsia. Um deles é o da preexistência do ser humano, com base em Jeremias 1:5: ''Antes que eu te formasse no ventre materno, eu te conheci, e antes que saísses da madre, te consagrei e te constituí profeta às nações" (sermão A Nossa Preexistência, 25.8.91, nº 127). A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias (os mórmons), uma seita herética, também usa este versículo para defender a mesma posição (Joseph Fielding Smith, Doutrina de Salvação. São Paulo: Centro Editorial Brasileiro, 1976, vol. I, p. 65). Miguel Ângelo diz que antes de 1953 Deus já o conhecia. Isto é verdade, mas, ao mesmo tempo, não quer dizer que ele já existia. A passagem de Jeremias citada acima não está falando da preexistência do profeta, mas, sim, da presciência de Deus. Creio que, desde a eternidade, Deus já conhecia ou já sabia sobre as cidades de São Paulo, Rio ou Paris. Nem por isso elas já existiam antes de serem construídas. O profeta Zacarias declarou ainda: "... Fala o SENHOR, o que estendeu o céu, fundou a terra e formou o espírito do homem dentro dele" (Zacarias 12:1). Veja ainda 1 Coríntios 15:46, que claramente refuta a crença na preexistência do ser humano: "Mas não é primeiro o espiritual, e, sim, o natural; depois o espiritual". Além da preexistência do homem, Miguel Ângelo ainda defende a divindade do cristão, doutrina que será mais detalhadamente discutida no capítulo 4. A Igreja Universal do Reino de Deus, fundada pelo bispo Edir Macedo, possui alguns respingos do movimento da fé. A ênfase sobre a prosperidade financeira é bastante acentuada. O movimento da fé tem investido também na educação. O Seminário Verbo da Vida, fundado em 1986, em Guarulhos, já conta com filiais nas cidades de Santos e Campina Grande, na Paraíba.