Translate

quinta-feira, 18 de maio de 2017

A UNIDADE DO ESPÍRITO E DA PALAVRA - PASTOR BILLY GRAHAM - O PODER DO ESPIRITO SANTO

Existe uma unidade gloriosa entre o Espírito Santo e a Palavra de Deus. Pedro ilustrou isto no dia de Pentecostes, citando o Antigo Testamento: "O que ocorre é o que foi dito por intermédio do profeta Joel" (Atos 2:16). Este "o que ocorre" se refere ao Espírito prometido. "o que foi dito" se refere à Palavra escrita. "O que ocorre é o que foi dito" mostra a unidade maravilhosa que existe entre o Espírito e a Pa lavra. "Porque a palavra do rei tem autoridade suprema" (Ecles. 8:4), e "onde está o Espírito do Senhor, aí há liberdade" (2 Cor. 3:17). Estas duas coisas – poder e liberdade – caracterizarão as afirmações de quem proclama a Palavra de Deus cheio do Espírito. James Hervey fala da mudança que foi visível em Wesley quando passou a ser controlado pelo Espírito. Ele diz: "Antigamente a pregação de Wesley era como o disparo de uma flecha – toda a sua velocidade e força dependem da força do braço que retesa o arco; agora passou a ser como o disparo de um rifle – sua força estava no poder, precisando apenas de um leve toque do dedo para ser liberada." Eu tenho certeza que a pregação para ser eficiente tem de ser bíblica. Pode ser a exposição de uma só palavra da Bíblia, de um parágrafo ou um capítulo. O Espírito usa a Palavra. Por isso, o mais importante é que a Palavra de Deus seja proclamada. Milhares de pastores, professores de escola dominical e obreiros cristãos não têm poder porque não usam a Palavra corno fonte para seu ensino e pregação. Quando pregamos ou ensinamos das Escrituras, abrimos a porta para que o Espírito Santo possa agir. Deus não prometeu abençoar eloqüência ou inteligência na pregação; prometeu abençoar Sua Palavra. Disse que ela não voltaria a Ele "vazia" (Isa. 55:11). Também é a Palavra de Deus que muda nossas vidas. Lembre-se, Deus nos deu Sua Palavra para "o ensino, para a repreensão, para a correção, para a educação na justiça; a fim de que o homem de Deus seja perfeito e perfeitamente habilitado para toda a boa obra" (2 Tim. 3:16,17). Estas coisas estão acontecendo em nossas vidas? Estamos aprendendo a verdade de Deus? Jesus disse: "A tua palavra é a verdade" (João 17:17). Estamos sendo convencidos dos pecados em nossas vidas, da nossa necessidade de correção de Deus e justiça de Deus, ao lermos a Bíblia? A Bíblia diz: "Porque a Sua palavra é viva e eficaz, e mais cortante do que qualquer espada de dois gumes, e penetra até ao ponto de dividir alma e espírito, juntas e medulas, e apta para discernir os pensamentos e propósitos do coração. E não há criatura que não seja manifesta na sua presença; pelo contrário, todas as coisas estão descobertas e patentes aos olhos daquele a quem temos de prestar contas" (Heb. 4:12, 13). Deixe o estudo da Bíblia Se tornar central em Sua vida – você não só a conhecerá, mas lhe obedecerá. Diga como Jó: "Do mandamento de seus lábios nunca me apartei, escondi no meu íntimo as palavras da sua boca" (Jó 23:12). George Müller (o grande fundador do Orfanato Bristol no século passado) disse certa vez: "O vigor da nossa vida espiritual estará na proporção exata do lugar que a Bíblia ocupar em nossa vida e em nossos pensamentos ... Eu li a Bíblia de capa a capa mais de cem vezes, cada vez com mais prazer. A cada leitura me parece ser um livro novo. A bênção de um estudo seguido, dedicado e diário tem sido muito grande. O dia me parece perdido quando não gastei um tempo proveitoso curvado sobre a Palavra de Deus."6