Translate

sexta-feira, 26 de maio de 2017

DIA DA IGREJA PROTESTANTE REÚNE OBAMA E MERKEL NA ALEMANHA CONVIDADOS DE TODO O MUNDO CELEBRAM OS 500 ANOS DE REFORMA E DA CULTURA PROTESTANTE. POR CRISTIANO MEDEIROS

No Dia da Igreja Protestante (24), Barack Obama, ex-presidente americano, é a maior atração da celebração, realizada a cada dois anos na Alemanha. Esta edição, comemora os 500 anos da Reforma Luterana e ocorre nas cidades de Berlim e Wittenberg. Obama é o participante mais importante entre os 140 mil que fazem parte do evento. Ele irá conversar na manhã de quinta-feira (25) com a líder da Alemanha e filha de pastor, Angela Merkel, diante do Portão de Brandemburgo, sobre o tema responsabilidade. O discurso do ex-presidente afirmará que a democracia exige confiança em Deus, e políticos que podem pregar, como o próprio Obama.O ex-presidente dos Estados Unidos se sente ligado ao protestantismo também pelos escritos do teólogo teuto-americano Reinhold Niebuhr. Seu “realismo cristão”, que prega a justiça na observância do bem comum e rejeita a arrogância nacional, foi uma diretriz na presidência de Barack. Trata-se de um megaevento. São cerca de 2.500 atrações, 30 mil colaboradores e convidados de todo o mundo celebrando os 500 anos de Reforma Luterana e da cultura protestante do debate. Líderes espirituais destacados, filantropos e estrelas pop pregam, oram, cantam e expõem temas no encontro. Entre os participantes mais proeminentes estão: o arcebispo da Cidade do Cabo, Thabo Makgoba; o imã Ahmed el-Tayeb, da Mesquita de al-Azhar, no Cairo; a esposa de Bill Gates, Melinda; o cantor e compositor alemão Max Giesinger; o climatologista Ottmar Edenhofer; o enviado especial da ONU Staffan de Mistura e o escritor israelense Amos Oz. Origem na Alemanha O Dia da Igreja Protestante, que se comemora a cada dois anos desde 1949, é ao mesmo tempo cosmopolita e tipicamente alemão. O encontro foi criado pelo político alemão Reinold von Thadden-Trieglaff, que, como membro da Igreja Confessional, resistiu ao regime de Adolf Hitler, atuando como presidente do Dia da Igreja Protestante até 1964.Com informações do Terra