Translate

sábado, 27 de maio de 2017

ESCOLA PROÍBE ALUNO DE FALAR SOBRE JESUS EM FORMATURA INSTITUIÇÃO DISSE QUE DISCURSO FERIA “ESTADO LAICO” POR JARBAS ARAGÃO

Um estudante cristão do estado de Illinois (EUA) foi impedido de falar sobre sua fé durante a formatura por que a escola não permite “conteúdo cristão”, em nome da laicidade do Estado. O adolescente Seth Clark, de 13 anos, seria o orador de sua turma na colação de grau de Ensino Fundamental de Akin. Ele fez um discurso com menções à Jesus, sua igreja, a prática do perdão como lições para todos os alunos, mas a direção da escola o proibiu de ler o que havia escrito. “Sendo uma escola pública, nosso dever é educar os alunos, independentemente de quão diferentes eles ou suas crenças possam ser”, afirmou a superintendente Kelly Clark em um comunicado.“Embora os estudantes sejam livres para orar ou praticar sua fé desde que isso não interrompa as atividades da escola ou viole os direitos dos outros, nossa Constituição proíbe essas atividades como parte de eventos patrocinados pela escola e quando há uma audiência cativa ou todos os outros alunos são obrigados a participar.” Clarck, que acaba de se formar no equivalente ao nono ano no Brasil, recebeu uma surpresa. Depois de saberem que a escola o havia proibido de fazer o discurso de formatura seus amigos e família de Seth foram convidados por um amigo da família e que mora em uma casa em frente à escola para uma reunião, onde qualquer um que desejasse poderia ouvir o seu discurso. Becky Clark, mãe de Seth, conta que vários colegas também foram. “Não era obrigatório. Não era uma coisa para chamar atenção sobre ele. Meu filho queria compartilhar o que estava em seu coração sobre Deus e pôde fazer isso”, revela. Com informações Christian Headlines