Translate

quinta-feira, 4 de maio de 2017

O INTERESSE PELO AVIVAMENTO SE ALASTRA- A HISTÓRIA DO AVIVAMENTO AZUSA SEGUNDO FRANK BARTLEMAN

Escrevi vários artigos descrevendo o que Deus estava operando em nosso meio e exortando os santos em todos os lugares a terem fé e orarem por um avivamento. O Senhor usou grandemente estes artigos para despertar fé e convicção em muitos locais. Logo comecei a receber grande quantidade de correspondência de muitos lugares. Escrevi no meu diário naquele tempo a seguinte observação: "É possível nos desligarmos de Deus por causa da nossa vaidade espiritual enquanto Ele leva os mais fracos ao arrependimento e, a partir daí, à vitória. A operação de Deus em nossos corações deve ser mais profunda do que jamais experimentamos, suficientemente para destruir as barreiras denominacionais, de partido, etc., em todos os lados. Deus pode aperfeiçoar aqueles que escolher." O espírito de avivamento que havia na igreja do irmão Smale se alastrou, despertando logo os mais espirituais em toda a cidade. Obreiros vinham de todas as partes, de diversas instituições, unindo-se à nós em oração contínua para que houvesse o derramamento do Espírito por toda a parte. O círculo de interessados aumentou rapidamente. Estávamos agora orando pela Califórnia, pela nação e também por um avivamento universal. As profecias começaram a aparecer em larga escala a respeito de grandes coisas que aconteceriam. Alguém me mandou cinco mil folhetos a respeito do "Avivamento no País de Gales". Distribuí-os entre as igrejas. Tiveram um efeito maravilhoso e vivificante. Visitei outra vez a igreja de Smale e iniciei a reunião, pois ele ainda não havia chegado. As reuniões agora eram caracterizadas por uma maravilhosa espontaneidade. Nosso pequeno grupo Gideão estava marchando para a Vitória certa, guiado pelo Capitão da sua salvação, Jesus. Fui levado a orar nessa época especialmente por fé, discernimento de espíritos , cura e profecia. Senti que precisava de mais sabedoria e também de amor. Parecia ter recebido o "dom de fé" pelo avivamento naquela época e também o dom de profecia para o mesmo fim, e comecei a profetizar a respeito das grandes coisas que estavam para vir. Quando começamos a orar na primavera de 1905, ninguém parecia ter muita fé por nada fora do habitual. O pessimismo entre os santos era total com relação às condições então existentes. Mas tudo havia mudado! Deus mesmo nos havia dado fé em coisas melhores. Não havia nada á vista que nos estimulasse a ter fé. Veio do nada. Não poderá Ele hoje fazer a mesma coisa? Escrevi naquela época um artigo para o jornal "Daily News" de Pasadena, descrevendo o que havia na igreja do irmão Smale. Foi publicado e o administrador do jornal pouco depois veio ver por si mesmo o que estava acontecendo. Ficou totalmente convencido e veio ao altar para buscar a Deus com sinceridade. O artigo foi reimpresso em muitos periódicos das igrejas "Holiness" através do país. Era intitulado: "O que vi numa igreja em Los Angeles". Seguem-se abaixo alguns trechos. "Há diversas semanas têm se realizado cultos especiais na Primeira Igreja Batista de Los Angeles. O Pastor Smale que voltou do País de Gales, onde esteve em contato com Evan Roberts e com o Avivamento, está convicto que Los Angeles será em breve sacudida também pelo grande poder do Senhor." "A reunião que desejo descrever começou de forma inesperada e espontânea algum tempo antes do pastor chegar. Um pequeno grupo havia se reunido antes da hora, o que parecia ser suficiente para o Espírito operar. A reunião começou. Sua expectativa estava em Deus. Deus estava lá, o povo estava lá, e quando o pastor chegou a reunião se realizava com força total. O Pastor Smale sentou-se no seu lugar, mas ninguém parecia prestar atenção especial a ele. Sua mentes estavam ligadas a Deus. Ninguém parecia atrapalhar o vizinho, embora a congregação representasse muitas denominações. A harmonia parecia perfeita. O Espírito guiava." "O pastor se levantou e leu um trecho das Escrituras; fez algumas observações cheias de esperança, e que serviram de inspiração para aquela ocasião, e a reunião novamente tomou o seu próprio rumo. O povo continuou como antes. Testemunhos, orações e louvor se intercalavam durante a reunião que parecia guiar-se por si mesma, sem orientação humana. O pastor era igual a todo mundo. Qualquer pessoa com a menos sensibilidade espiritual possível sentia logo no ambiente que algo maravilhoso estava prestes a ocorrer. Um misterioso e poderoso transtorno no mundo espiritual está às portas. A reunião dá a sensação de "céu aqui na terra" com a certeza que o sobrenatural existe e em um sentido muito real."