Translate

segunda-feira, 8 de maio de 2017

O QUE É PROFECIA? - ASSASSINOS DE PROFETAS - PASTOR MARCOS FELICIANO DA IGREJA ASSEMBLEIA DE DEUS MINISTÉRIO CATEDRAL DO AVIVAMENTO E DEPUTADO FEDERAL PELO PSC

Esta é a Palavra de Deus entregue por um homem a outro homem, comunidade, nação ou mundo. E um dom. E o único que nos dá o direito à dúvida, pois a Bíblia diz que a profecia deve ser analisada, ou seja, aguardar o seu cumprimento, para ver se, na realidade, era mesmo a Boca de Deus falando. Existem dois tipos de profecia: a) A mensagem profética que vem na mente e b) A mensagem profética que vem na boca. 1) A mensagem profética que vem na mente. Esta é a Palavra do Senhor que vem sobre o profeta e lhe dá tem¬po para pensar, refletir e depois entregá-la. Pode ser na hora, vinte mi¬nutos depois, um ano depois, (o pro¬feta pode até não entregá-la, é verda¬de, mas depois terá que acertar as contas com Deus, pois em Ezequiel 33:8 está escrito: Quando o atalaia vir que vem a espada e não avisar o ímpio, este morrerá com toda a sua impiedade, mas o sangue deste Eu re¬quererei das mãos do atalaia (pro¬feta). Foi a mensagem profética que portava o profeta Jonas. Veio na men¬te, e ele teve tempo para pensar, refle¬tir sobre o antes e o depois, as conse¬qüências, e então este tentou fugir, e retardou a bênção a Nínive. 2) A mensagem profética que vem na boca. Esta é a Palavra do Senhor que vem sobre o profeta com urgên¬cia. Instantaneamente. E nem lhe dá tempo para pensar, é imediata, certei¬ra. E aquela que, quando o profeta percebeu, já falou. Esta é a mais forte. E o encontro de Jesus com a mulher samaritana, o encontro de João Batis¬ta com o rei Herodes. E no meio do diálogo vem a mensagem na boca ... a mensagem que expõe o pecado de adultério! Este tipo de mensagem é a mensagem que abre corações, mas fecha portas, disse-me o Senhor certa vez. Geralmente, quem prega com elo¬qüência e veemência é usado em pro¬fecia. Pois a pregação da Palavra é a maior profecia. E, no caso de um evangelista pregando com muita elo¬qüência, sua memória trabalhará ve¬lozmente, acima da normalidade. Neste caso, a profecia que vem aos lábios é a que tem primazia. Ele fala, e quan¬do percebe, já profetizou! A profecia vem do céu, mas a maneira de o pro¬feta entregá-la é algo próprio dele. Se este tem um linguajar rurícola, ele pro¬fetizará com seus erros de português e coisas semelhantes. Se este tem um linguajar cheio dos vernáculos lingüís¬ticos, este profetizará à sua maneira. Mas, em ambos os casos, profetizarão pelo Senhor. Agora, o problema é que: quem não tropeça em palavras, diz a Pala¬vra do Senhor, é perfeito. Aí está o motivo pelo qual geralmente o profeta é incompreendido. Ele é falível, e pode tropeçar em palavras. Uma coisa é o profeta dizer: - Existem pessoas aqui que são verdadeiras geladeiras na casa do Se¬nhor. Outra é o profeta dizer: - Existem irmãos, que estão in¬cluídos na Palavra, que diz que muitos esfriarão! Perderão a sensibilidade ao Espírito e já se encontram paralisados! São duas formas de se dizer a mesma verdade. Ambas dizem a mes¬ma coisa. Mas um não tem o linguajar polido, é alguém de língua "pesada", já o outro é mais brando e, devido ao preparo que teve, consegue colocar as palavras certas! Profecia é a palavra de Deus para o coração de um(a) filho(a), pessoal¬mente, ou a uma congregação, bem como a uma nação! E Deus usa os vasos certos para aqueles momentos específicos.