Translate

sexta-feira, 9 de junho de 2017

CARLOS SANTANA, FAMOSO GUITARRISTA, TESTEMUNHA LIBERTAÇÃO DA DEPRESSÃO E PENSAMENTOS SUICIDAS: “DEUS É BOM”POR TIAGO CHAGAS

Carlos Santana, um dos mais famosos e talentosos guitarristas contemporâneos, testemunhou recentemente sua cura da depressão e pensamentos suicidas através do poder de Deus. Santana como é tratado no meio artístico afundou em uma aguda depressão depois que sua esposa, Deborah, o avisou que o casamento havia terminado, após 34 anos de união. Essa ruptura o levou a cultivar pensamentos suicidas. De acordo com informações do portal Gospel Herald, as lembranças da infância complicada, com a família desestruturada pelo abandono do pai, serviram de combustível para que a depressão se consolidasse. Uma memória em particular causava ainda mais dor: os abusos sexuais sofrido aos 10 anos de idade, perpetrados pelo pai de um amigo, que o ameçava. A revelação de Santana sobre sua depressão e pensamentos suicidas foi feita em uma entrevista à revista Rolling Stone: Foram sete vezes que o suicídio me assombrou. Chegou ao ponto em que eu realmente achava que a morte seria mais doce do que a dor, afirmou. De acordo com o músico que foi eleito pela própria Rolling Stone o 20º maior guitarrista de todos os tempos, em uma lista de 100 as vozes que o convidavam ao suicídio eram acusadoras e classificavam sua vida como miserável. Entretanto, uma voz singular o lembrou do valor da vida e restaurou sua vontade de viver e vencer a depressão: Eu ouvia mil vozes gritando comigo, me acusando: Você é o mais baixo, você não é digno de nada ou de qualquer pessoa ao redor de você’. Mas, então, eu me voltava para Jesus e clamava: Ajude-me. Então, muito claramente, interiormente, eu ouvi essa voz mais suave e mais alta que todas as outras. Ele me disse: Estou sentado ao seu lado. Isso não é suficiente?. Uma vez que ouvi essa voz, tudo mudou e eu pude encontrar a alegria novamente, testemunhou. Hoje, com a graça divina sobre sua vida, Santana reuniu forças para perdoar o pedófilo que o abusou na infância, e diz sentir que muito do peso que carregava consigo foi deixado para trás. Meu Deus é um Deus de bondade e compaixão, mas nós, como pessoas, temos livre arbítrio, inclusive o homem que me molestou, destacou. Eu pude remover a minha raiva, perdoando aquele homem. O perdão, cara o perdão é incrivelmente libertador. E eu estou aqui para lhe dizer, com todo meu coração e espírito, que isso pode ser feito. Você pode ser liberto, disse o guitarrista. Hoje, aos 69 anos, o guitarrista mexicano naturalizado norte-americano diz reconhecer que sua vida está nas mãos de Deus: Você tem que atravessar a noite mais escura da alma para chegar à luz mais brilhante do dia, afirmou Carlos Santana, dessa vez em um artigo para a revista Plain Truth. Antes de suas apresentações musicais, ele lidera uma roda de oração com os músicos de sua banda, e diz que tem necessidade dessa reunião e da prece da mesma forma que um médico precisa lavar as mãos antes de operar um paciente. Multipremiado, detentor de dez Grammy Awards e uma estrela na Calçada da Fama do Rock, o talentoso músico diz ter a intenção de tornar-se um evangelista, mas não sabe se essa é a vontade de Deus no momento: Deus ainda não terminou a obra em mim.