Translate

domingo, 11 de junho de 2017

EDUARDO CUNHA RECEBEU VISITAS DE PASTOR DA AD NA PRISÃO PASTOR DA ASSEMBLEIA DE DEUS MINISTÉRIO DE MADUREIRA, EM CURITIBA, ESTEVE COM O EX-DEPUTADO EM QUATRO OPORTUNIDADES POR JARBAS ARAGÃO

Entre janeiro e maio deste ano, o ex-deputado Eduardo Cunha recebeu 71 visitas de 36 pessoas. Segundo o levantamento do jornal O Estado de São Paulo, 29 visitantes entraram no Complexo Médico-Penal se identificando como advogados. Entre os nomes revelados pela publicação estão o do pastor Davi Secundo de Souza, da Assembleia de Deus Ministério de Madureira, em Curitiba. Ele esteve com o ex-deputado em quatro oportunidades, entre os dias 11 e 18 de abril. A ligação de Cunha com a AD Madureira é antiga. Especialmente por causa do depósito de 125 mil reais feito em favor da sede da igreja em Campinas, SP, que foi citada na Lava Jato.Segundo mostra a denúncia da Lava Jato contra Eduardo Cunha, o lobista e delator Júlio Camargo foi procurado em 2012 por Fernando Soares, que operava a propina para o PMDB na estatal para que repassasse o valor para a igreja. A acusação foi remetida recentemente ao juiz Sérgio Moro pelo desembargador federal Paulo Espirito Santo, do Tribunal Regional Federal da 2.ª Região (TRF2). A igreja é investigada por possível lavagem de dinheiro e o pastor Samuel Ferreira terá de depor sobre o caso.