Translate

sexta-feira, 2 de junho de 2017

"FOI DEUS QUEM ME LEVOU ATÉ LÁ", DIZ GUARDA QUE LIVROU JOVEM DE SUICÍDIO MIGUEL FIGUEROA FOI HOMENAGEADO PELA POLÍCIA DO EQUADOR POR SEU ATO E POR AGIR COM TRANQUILIDADE NO MOMENTO. FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DO NOTICIA CRISTIANA

Uma cena bastante preocupante chamou a atenção de Miguel Figueroa, um guarda de segurança privada em Guayaquil, Equador. Uma garota de apenas 16 anos apareceu pendurada em uma ponte e com a intenção de jogar. “Se eu passei sobre a ponte naquele momento, foi porque Deus quis que eu estivesse lá. Deus queria dar uma segunda chance a vida daquela menina”, disse ele. Miguel Figueroa contou ao jornal El Expresso como reagiu diante aquela situação realmente complexa e dramática. O incidente ocorreu em um viaduto de uma estrada localizada ao norte de Guayaquil. Uma menina com cerca de 16 anos estava pendurada e prestes a se matar. No entanto, o guarda foi capaz de observar o que estava acontecendo quando passou pela região com seu colega de trabalho. "Eu estacionei minha moto, corri para onde a garota estava e naquele momento ela me viu correndo e se soltou para a borda debaixo do viaduto. Foi exatamente nesse momento que eu corri para tentar alcançá-la e consegui segurar em seu braço", explicou ele. Cuidado com as palavras Apesar de ter conseguido segurar a jovem, Miguel teve de insistir para que ela não soltasse sua mão e não morresse. Então, o guarda passou a agir de forma mais calma e tranquila. "Ela disse que sua vida não valia a pena, que ela era como um lixo e essas são palavras que normalmente os pais usam em casa quando brigam com seus filhos”, ressaltou. “Os pais dizem isso em casa e na verdade temos de lidar com a criança e fazê-la entender que é muito importante mostrar que Deus tem um propósito para ela" refletiu mais tarde em uma entrevista. Miguel deixou claro que se sentiu usado por Deus para salvar a vida da jovem. O gesto do guarda de segurança se tornou conhecido rapidamente na região. Pelo seu ato, o homem foi reconhecido pela Polícia do Equador durante uma cerimônia de promoção de oficiais, além de algumas palavras ​​da empresa onde ele trabalha. O profissional foi condecorado por seu reconhecimento, notória firmeza no trabalho e tranquilidade.