Translate

terça-feira, 6 de junho de 2017

HOMEM DESPERTA DE COMA COM A FÉ FORTALECIDA: “PASSEI POR ISSO PARA ME RENDER A DEUS” MARK MOORE FICOU PARALISADO APÓS DESPERTAR DO COMA E SOFRER UM AVC, MAS ENTENDEU QUE ESSA "TEMPESTADE" FORTALECEU SUA FÉ. FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DO CHRISTIAN POST

Mark Moore sempre acreditou que ele estava no comando de sua vida e que ele estava fazendo um bom trabalho sobre isso. Ele era o vice-presidente executivo e proprietário da Segovia, Inc., uma empresa que fornecia serviços de defesa. Ele teve mais de 30 anos de experiência operacional e financeira onde supervisionou engenharia, operações e finanças. Durante sua carreira, Mark ajudou a levantar um ótimo capital financeiro e também foi atleta amador e membro ativo em sua igreja local. Ele pensava que estava no controle de sua vida de segunda a sábado e que Deus comandava aos domingos. Mas, tudo isso mudou em uma manhã de sábado, em maio de 2007. Era o dia anterior ao Dia das Mães e Mark, juntamente com seu filho adolescente, estava comprando um cartão. Neste dia, ele se sentiu fraco e sabia que algo não estava certo. Ele chamou sua esposa e foi apressado para o hospital. Mark estava sofrendo um acidente vascular cerebral e acabou tendo outro dois dias depois. Questionamentos: Após passar quase um mês em um coma, induzido medicamente, Mark acordou no Dia dos Pais. Ele estava paralisado, deitado em uma cama de hospital, incapaz de levantar a cabeça, perfurado em um buraco no seu corpo após uma cirurgia para salvar sua vida. Ele se perguntou se voltaria a andar novamente. "Eu estava muito triste", disse Mark. "Muitos pensamentos passaram pela minha mente. Eu voltaria a andar? Poderei trabalhar de novo? Poderei me exercitar?" Ele adormeceu e acordou. "A primeira coisa que eu lembro eram palavras que minha mãe me dissera muitos anos antes: Deus nunca te dá mais do que você possa suportar, baseado em 1 Coríntios 10:13", disse Mark. Ele não havia pensado nisso em 30 anos. Pela primeira vez em sua vida, Mark se rendeu. Foi uma experiência incrível, eu me senti bem. Com o tempo, comecei a ver a mão de Deus em tudo o que eu estava passando e eu sabia que Ele realmente havia mandado aquela tempestade para minha vida, disse. Mais tarde, percebi que precisava dessa prova de fé, uma chance de me render e buscar a face de Deus, pois eu estava ocupado demais, criando tesouros que a ferrugem um dia iria fazer desaparecer. Por isso Ele teve de me sacudir", disse Mark. Recuperação: A recuperação foi um processo longo e lento, pois Mark precisou aprender novamente a amarrar seus sapatos, a assinar um cheque e até mesmo andar. "Foi realmente um desafio para a minha fé, mas cada vez que Deus me vem a mente, eu lembro que Ele é fiel às suas promessas", disse. Um ano após o incidente, Mark conseguiu completar uma corrida de cinco quilômetros e logo retornou para trabalhar. A empresa foi vendida em 2010 e ele se aposentou em 2012. "Através desta prova de fé, eu consegui um vislumbre do que significaria aceitar uma nova vida, a única coisa que Deus queria de mim, e isso significava que eu tinha que estar disposto a render o velho eu, soltar o velho Mark. Aprendi que precisava passar por isso para me render a Ele e ter esperança e fé", ressaltou. "As tempestades não são sempre ruins. Às vezes, as tempestades nos levam a algum lugar. No meu caso, a tempestade me permitiu fortalecer minha fé e ter uma verdadeira compreensão do que Deus pode fazer, finalizou.