Translate

quinta-feira, 13 de julho de 2017

BOLSONARO COMENTA SENTENÇA CONTRA LULA, MAS CONFUNDE CONDENAÇÃO COM PRISÃO 'NÃO ESTOU VIBRANDO NEM COMEMORANDO A PRISÃO DE QUEM QUER QUE SEJA', DISSE O DEPUTADO FEDERAL, QUE CHAMOU O DIA DE HOJE DE 'MARCO' PARA O PAÍS - ELISA CLAVERY, O ESTADO DE S.PAULO

O deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) publicou um vídeo nas suas redes sociais em que comenta a condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva nesta quarta-feira, em sentença dada pelo juiz Sérgio Moro. O parlamentar, porém, inicia o vídeo dizendo que "ninguém torce para que o outro venha a perder (a liberdade)" e confunde a condenação do magistrado, que não pediu a prisão do petista. "Não estou vibrando, nem comemorando, a prisão de quem quer que seja", diz Bolsonaro. Apontado como presidenciável e em segundo lugar em recentes pesquisas de intenção de voto, atrás de Lula, o parlamentar disse, ainda, que "o dia de hoje é um marco para o Brasil". Bolsonaro descreveu Lula como "o homem que por oito anos conduziu o destino de nossa nação, fez e aconteceu, tripudiu, assaltou, corrompeu, tudo por um projeto de poder". O deputado usou a gravação, também, para defender o juiz Sérgio Moro. Segundo Bolsonaro, o magistrado de certo modo "perdeu a sua liberdade" e "não tem liberdade nem para ir à padaria". "(Moro) está mostrando a todo País que podemos ter uma maneira diferente de fazer política", disse o parlamentar no vídeo. Lula foi condenado, nesta quarta-feira, a 9 anos e meio de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso triplex do Guarujá. Veja o discurso do parlamentar na íntegra: "A liberdade é o bem maior de um povo. Ninguém torce para que o outro venha a perdê-la, mas o dia de hoje é um marco para o Brasil. O homem que por oito anos conduziu o destino de nossa nação, fez e aconteceu, tripudiu, assaltou, corrompeu, tudo por um projeto de poder, onde os finalmente seria a perda de liberdade do nosso povo. Não estou vibrando, nem comemorando, a prisão de quem quer que seja. Gostaria eu de que essas pessoas que há pouco ocuparam o posto maior da Presidência de República não fossem corruptos. Agora, quem deve celebrar esse dia é o homem que em grande parte perdeu, sim, a sua liberdade, por ser honesto e por trabalhar corretamente, o juiz Sérgio Moro. O homem que não tem liberdade para ir à padaria, não pode passear com a sua familia no shopping center. O homem que está recluso em casa porque os bandidos o querem a qualquer custo. Meus cumprimentos, a minha continência, ao juiz Sérgio Moro, o homem que está mostrando a todo país que podemos ter uma maneira diferente de fazer política. Afinal de contas, esse País é maravilhoso, é muito grande, tem tudo para que seu povo seja feliz e viva em liberdade."