Header Ads

MINISTÉRIO EM DEFESA DA FÉ APOSTÓLICA


PASTOR SERGIO LOURENÇO JUNIOR - REGISTRO CONSELHO DE PASTORES - CPESP - 2419

SAIBA QUAIS JOGADORES TÊM APROVEITADO A COPA PARA EXPRESSAR SUA FÉ MUITOS ATLETAS SÃO CONHECIDOS POR SUA ATUAÇÃO EM CAMPO, MAS TAMBÉM POR SUA DEVOÇÃO POR DEUS. FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DE CHRISTIANITY TODAY

Radamel Falcao, jogador do Monaco considerado o melhor artilheiro da Colômbia. (Foto: Aurelien Meunier/Getty Images)A Copa do Mundo, realizada em 2018 na Rússia, está revelando não apenas o talento de atletas de diversos países, como também sua fé. O site Christianity Today listou quais atletas têm usado a participação na liga de futebol para expressarem seu amor por Deus. Confira: Alisson Becker, Roma (Brasil) (Foto: Jim Rogash/Getty Images) Um dos jogadores da seleção brasileira que mais fala sobre sua fé cristã, Alisson Becker usou as redes sociais para louvar a Deus pela oportunidade de jogar sua primeira Copa do Mundo. “Muito feliz em receber a oportunidade de defender o meu país em uma copa do mundo! Realização de um sonho! Agora é ir em busca do hexa! Glória a Deus!”, disse ele no Twitter. A estrela do Roma, de 25 anos, disse recentemente aos futuros goleiros que a fé desempenha um papel importante na carreira. “Se você quer ser um grande goleiro, precisa trabalhar muito. Isso é o que eu faço. Você precisa estar muito focado no futebol e acho que a fé também é importante”, disse ele. “Se você acredita em Deus, você sabe que tem que fazer o seu melhor em campo e colocar amor em tudo que faz na vida”. Edinson Cavani, Paris Saint-Germain (Uruguai) (Foto: Buda Mendes/Getty Images) Em sua terceira Copa do Mundo, o jogador do Paris Saint-Germain, de 31 anos, tem expressado o importante papel que a fé desempenha em sua vida — sendo um dos atletas a vestir a camisa “I Belong To Jesus” (“Eu Pertenço a Jesus”). Vários anos atrás, perguntaram a Cavani se ele se considerava um atleta de Cristo. “Não, não, não. Eu sou um atleta para Cristo”, respondeu. “É por isso que eu jogo para Ele, para dar a Ele glória, para agradecer por me dar a habilidade de jogar futebol, por me dar esse dom divino”. Radamel Falcao, Monaco (Colômbia) (Foto: Lars Baron/Getty Images) Quando seu país finalmente chegou à Copa do Mundo em 2014, após 16 anos, Radamel Falcao sofreu uma lesão. Desta vez, o melhor artilheiro da Colômbia está saudável e pronto para o torneio. Atual capitão do Monaco, Falcao ficou conhecido por levantar a camisa após um gol, com a frase: “Com Jesus você nunca estará sozinho”. O jogador também é conhecido por incentivar seus companheiros de equipe a lerem a Bíblia e frequentar os cultos da igreja. No início deste ano, ele fez um lembrete a seus quase 17 milhões de seguidores no Twitter: “Jesus é a nossa esperança. Ele fez tudo por você. Se você confessar com a sua boca que Jesus é o Senhor e crer, você será salvo”. Odion Ighalo, Changchun Yatai (Nigéria) (Foto: Laurence Griffiths/Getty Images) Mesmo antes de se classificar para sua primeira Copa do Mundo, Odion Ighalo sabia que tinha muito a agradecer. O atleta de 28 anos cresceu com acesso restrito à água potável, comida e eletricidade, em uma das partes mais pobres de Lagos. Defendendo a camisa do time chinês Changchun Yatai, ele passou a enviar uma parte de seu salário de volta para sua família, está em busca de construir um orfanato e costuma usar as redes sociais para expressar seu agradecimento a Deus. “Nem sempre tínhamos o que queríamos ou precisávamos, tínhamos que lutar”, disse ele ao jornal britânico The Guardian. “Era difícil viver, era difícil comer, é por isso que agradeço a Deus quando vejo onde estou agora”. Keylor Navas, Real Madrid (Costa Rica) (Foto: Gonzalo Arroyo Moreno/Getty Images) Em 2014, a Costa Rica surpreendeu o mundo ao chegar às quartas de final. Uma das principais razões para o sucesso da equipe foi Keylor Navas, o goleiro de 31 anos. Para Navas, que também joga pelo Real Madrid, sua fé é um dos fundamentos de sua vida. “Minha fé é o que há de mais importante. Eu acredito que, no momento em que passei a ter uma relação muito pessoal com Deus e eu realmente aprendi sobre Sua Palavra, vi que este relacionamento não se baseia simplesmente em religião. Trata-se de saber o que a Bíblia nos diz é ela é a Palavra Ele nos deixou”, disse ele em entrevista ao jornal espanhol El Mundo. Luis Tejada, Sport Boys (Panamá) (Foto: Jim McIsaac/Getty Images) Conhecido carinhosamente como “Matador”, “panamenho” e “dente de ouro”, Tejada é o maior pontuador da história do futebol panamenho, com um histórico de 43 gols. Atualmente sua aposentadoria já está em vista, depois de realizar a meta de qualificar seu país para a Copa do Mundo. Tejada, que atualmente joga na primeira divisão peruana, cresceu nos bairros mais carentes da Cidade do Panamá e acredita que Deus e o futebol salvaram sua vida. “Eu não sei o que seria de mim se eu não tivesse me tornado um jogador de futebol”, disse ele ao The Guardian. “Eu não sei se estaria morto, se estaria em uma gangue ou se acabaria fazendo algo de bom. Por essa razão, agradeço a Deus por Ele ter me agarrado a tempo e assumido o controle de mim”.
Postar um comentário
Tecnologia do Blogger.