Translate

sábado, 22 de abril de 2017

TJ OU TESTEMUNHAS DE JEOVÁ: NEGAM AS PESSOAS DA DIVINDADE NA CONCEPÇÃO DAS TESTEMUNHAS DE JEOVÁ NÃO EXISTE TRÊS PESSOAS NA DIVINDADE - CACP - MINISTÉRIO APOLOGÉTICO

Chegando o momento de criar o homem, Deus disse: “Façamos o homem à nossa imagem, conforme nossa semelhança”. O verbo “fazer”, nesse caso, aponta para um ato criativo, e somente Deus pode criar. Assim, ao ser criado, o homem não poderia ter a imagem de um anjo ou de qualquer outra criatura, mas a imagem de Deus, a imagem de seu Criador. No versículo 27, lemos: “Criou Deus, pois, o homem à sua imagem, à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou”. O interessante, porém, é que a Bíblia diz que Jesus Cristo também criou todas as coisas, as visíveis e invisíveis (Jo 1.1, 3; Cl 1.16, 17; Hb 1.10), o que inclui necessariamente o homem. Desse modo, concluímos, à luz da Bíblia, que o homem tem a Jesus como seu Criador. Logo, o homem carrega Sua imagem, pois Jesus é Deus, uma vez que “à imagem de Deus” o homem foi criado. Já em Jó 33.4, Eliú declara: “O Espírito de Deus me fez”. Afinal de contas, quem fez o homem? A Bíblia diz: “Criou Deus, pois, o homem à sua imagem, à imagem de Deus o criou”. E quem é esse Deus? Resposta: Pai, Filho e Espírito Santo. É digno de nota que há outros textos em que Deus fala no plural: Gn 3.22; 11.7-9; Is 6.8. Alguns dizem tratar-se de plural de majestade, ou seja, é uma forma de expressão onde o indivíduo fala do plural que não revela necessariamente uma pluralidade participativa. Todavia, isso não funciona em Gênesis 1.26, 27, pois outros textos bíblicos deixam claro que o Pai, o Filho e o Espírito Santo criaram o homem; logo, não está em jogo nenhum plural de majestade, mas um ato criativo de Deus: Pai, Filho e Espírito Santo. Os demais textos devem seguir logicamente esse mesmo raciocínio. Extraído da Bíblia Apologética.