Translate

terça-feira, 23 de maio de 2017

GOLEIRO CÁSSIO VOLTA A BOA FASE COM AJUDA DA FÉ "DESDE QUE COMECEI A FREQUENTAR, COMECEI A ME ARREPENDER MUITO DE COISAS QUE TINHA FEITO E DEMOREI A PERCEBER", DISSE SE REFERINDO A IGREJA. POR CRISTIANO MEDEIROS

O ressurgimento de Cássio, goleiro do Corinthians, de sua pior fase em seis anos no time paulista, só iniciou quando ele reconheceu os próprios erros. O atleta usou o início de 2017 como período de decisão para sua recuperação física, técnica e espiritual. Após muitos problemas enfrentados em 2016, o esportista começou a nova temporada com seis quilos a menos e em forma. As boas atuações e a confiança retornaram. E agora ele já considera a possibilidade de ser convocado para a seleção brasileira. “Se for ver pelo histórico ou pelo momento, acredito que sim (é um dos melhores)”, considerou Cássio. Mas sua recuperação não dependeu apenas de treinamento e boa alimentação, o goleiro que está próximo de completar 30 anos (dia 6 de junho), amadureceu. Uma série de fatores mudaram sua vida: Apoio familiar, uma vida regrada, ajuda da noiva, e a convite do zagueiro Vilson, passou a frequentar a igreja Voz da Verdade, em Alphaville, perto de onde mora.O goleiro se livrou do álcool e começou a frequentar a igreja. “Tem um pastor que me aconselha. Acho que comecei faz uns dois meses a ir e a ter novos hábitos, isso está me fazendo muito bem”. Ele acredita que a felicidade está ligada aquilo que você faz, independente da religião. “E eu me sinto muito feliz. Desde que comecei a frequentar, comecei a me arrepender muito de coisas que tinha feito e demorei a perceber”. O goleiro está vivenciando um novo momento. “Estou muito feliz por tudo que está acontecendo”, enfatizou. O atleta está se sentindo muito feliz com a vida cristã. “Não vamos lá para brigar por religião, isso ou aquilo. Só para ler a Bíblia, tentar entender um pouco mais, evoluir, fazer as coisas certas”. Ele ainda declarou que essa mudança foi muito positiva em sua trajetória. Família foi base para recuperação Cássio refletiu sobre as coisas positivas e negativas do ano passado, então decidiu traçar uma meta para o ano novo. “Comecei a colocar as coisas na balança, em casa, com minha família, minha noiva”. Ele aproveitou “as férias, deixar um pouco de lado o futebol, curtir, mas depois me preparar”. A família contribuiu muito nessa preparação. “É importante ter uma família unida. Meu primo ia correr, minha noiva, outro dia meu irmão. Todo mundo estava pronto para ajudar”, disse Cássio. A noiva foi fundamental na recuperação de Cássio. “É minha companheira, melhor amiga. Minha recuperação hoje depois de uma perda, uma eliminação, é muito mais rápida do que antes. Tenho uma companheira para conversar, dividir as coisas”. O casal está frequentando a igreja juntos. “Às vezes, uma mulher leva você para baixo, mas, às vezes, também ajuda a crescer. Tive essa mudança e consegui evoluir”.