Translate

terça-feira, 30 de maio de 2017

SACERDÓCIO BÍBLICO PODE SER ESTABELECIDO ATRAVÉS DO DNA RABINO INDICA QUE GENÉTICA DE SACERDOTES É "SEGREDO" PARA CONSTRUÇÃO DO TERCEIRO TEMPLO POR JARBAS ARAGÃO

Um influente rabino israelense está chamando atenção com sua defesa que o sacerdócio bíblico pode ser restabelecido em Israel através da genética. Essa seria a “chave” para a reconstrução do Templo. “A genética conecta o judaísmo moderno à Bíblia, confirmando 3.000 anos de tradição judaica”, explicou o rabino Yaakov Kleiman. “É um testamento incrível da aliança de Deus com o povo judeu. Apesar dos mais de 2.000 anos de exílio, mantivemos nossa religião, nossos costumes, nossa Torá e nossa identidade genética”, assegura. Kleiman abriu o Centro para Kohanim [sacerdotes] em Jerusalém há nove anos. Também usou suas pesquisas para escrever um livro sobre como o DNA dos sacerdotes pode ser detectado. Na tradição bíblica, somente os membros da tribo de Levi e descendentes de Arão, o primeiro sumo sacerdote de Israel, podem ser responsáveis pelo serviço no Templo. Contudo, para a maioria dos judeus a ideia de tribo foi perdida. O argumento usado pelo rabino só começou a ser comprovável nos últimos 20 anos, quando pesquisadores israelenses descobriram que um cromossomo Y funciona como “marcador genético” passado de pai para filho. Ele indica que há uma ascendência comum para judeus que poderia provar serem descendentes dessa classe sacerdotal. “De acordo com a profecia, haverá um Terceiro Templo, e quando ele estiver de pé, precisaremos identificar os sacerdotes”, disse Kleiman. “Os sacerdotes são mão de obra essencial do Templo. Sem eles, é um edifício vazio”. Para reforçar seu argumento, ele cita passagens bíblicas como Números 25:13 e Ezequiel 44:15. O estudioso diz que mesmo entre os descendentes de Levi haveria diferenças de DNA. “Dos vindos de Levi você esperaria encontrar os mesmos marcadores genéticos, mas não há a mesma porcentagem do grupo J, o marcador genético que comprova que os judeus se originaram no Oriente Médio”, sublinha. Contudo, o rabino reconhece que a genética não da palavra final. De acordo com Malaquias 3:23, o profeta Elias aparecerá diante do Messias para esclarecer quem é um sacerdote e quem não é, e a tribo a que cada judeu pertence. “Quando Elias chegar, se ele pedir informação sobre DNA, ficaremos felizes em oferecê-la a ele”, brincou Kleiman. “Mas ele provavelmente determinará tudo a partir de uma fonte mais elevada.” Com informações WND