Translate

sexta-feira, 26 de maio de 2017

PAULO FREIRE É CITADO EM DELAÇÃO DA JBS FILHO DE JOSÉ WELLINGTON TERIA RECEBIDO 400 MIL DE ANTONIO PALOCCI COMO ALIADO DO PT. POR JUSSARA TEIXEIRA (REPÓRTER ESPECIAL)

O nome do deputado federal Paulo Roberto Freire da Costa foi citado na delação de Joesley Batista à Procuradoria Geral da República, que continua revelando personagens e valores em um escândalo sem precedentes na história brasileira. Nomes de diversos aliados do PT foram citados em um planilha que envolve a cifra de R$ 30 milhões, colocada à disposição do partido e administrada pelo ex-ministro da Fazenda Antonio Palocci. De acordo com o jornal Estadão, Paulo Roberto Freire da Costa recebeu R$ 400 mil de um fundo reservado à campanha de Dilma e outros R$ 300 mil da campanha de Serra, também beneficiada pelas doações. Costa é filho do pastor José Wellington Bezerra da Costa, líder da Convenção das Assembleias de Deus no Brasil (CGADB). Em março Paulo Freire foi filmado durante a 43º AGO, Assembleia Geral Ordinária da Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil chamando os opositores à eleição de seu irmão José Wellington Bezerra Junior de “corruptos” e “canalhas”. Na época, diversas liminares haviam sido expedidas por meio de ações movidas por convencionais da CGADB contrários à candidatura de José Wellington Junior. A fundamentação para as liminares era que José Wellington Júnior não havia se desincompatibilizado do cargo de presidente da Casa Publicadora das Assembleias de Deus (CPAD). De acordo com a regra expressa no edital que regulamenta o processo eleitoral, diretores da editora estariam impedidos de se candidatar. Eleições em suspenso Os pastores da CGADB aguardam por uma decisão judicial acerca da eleição ocorrida no dia 9 de abril já que a candidatura de José Wellington Júnior foi cassada por irregularidades na inscrição. Apesar da suspensão das eleições determinada judicialmente a CGADB anunciou em seu portal a vitória de José Wellington Júnior. Um total de 13 liminares foram descumpridas pela direção da entidade, que prosseguiu com o processo eleitoral. O pastor José Wellington Bezerra da Costa ocupa o cargo de presidente da CGADB desde 1988, mas este ano preferiu passar ao filho o comando da instituição. Concorrem ao cargo também o pastor Samuel Câmara, presidente da Assembleia de Deus em Belém e Cícero Aparecido Tardim, presidente da Assembleia de Deus Alto Piriqui (PR).
Postar um comentário