Translate

quinta-feira, 4 de maio de 2017

QUEM SÃO OS ASSASSINOS? - ASSASSINOS DE PROFETAS - PASTOR MARCOS FELICIANO DA IGREJA ASSEMBLEIA DE DEUS MINISTÉRIO CATEDRAL DO AVIVAMENTO E DEPUTADO FEDERAL PELO PSC

São os reis, os sacerdotes, as de¬nominações, os políticos, os lei¬gos, os sistemas etc. São pessoas cultas ou incultas, ri¬cas ou pobres, com ou sem poder, que se sentem ameaçadas pelo dom da profecia existente no mensageiro de Deus. São pessoas que perderam a vi¬são da fé e do Cristo do Calvário, que transformaram suas vidas em um an¬tro de mentiras e corrupções, que só podem ser tocados por algo divino, e este algo divino é manifesto através do dom da profecia. Quanto maior a ocupação do "as¬sassino", mais êxito este terá em elimi¬nar o profeta. Pois usa o seu poder de persuasão, ou a sua influência, para desmerecer e, às vezes, colocar o pro¬feta em posição de culpado diante dos homens. São pessoas dignas de misericór¬dia, pois esquecem-se de que Deus só corrige aqueles a quem Ele realmente ama. E quando Deus usa o profeta para repreendê-los é para mostrar-lhes o quanto o Senhor dos Exércitos ain¬da os ama! São os super-homens espirituais, que em nome de sua santidade pen¬sam estar acima de qualquer erro, e em nome de suas "experiências", pen¬sam poder calar impunemente os pro¬fetas do Senhor... São os super-líderes teológicos, que em nome de seus conhecimentos se julgam no direito de silenciar aque¬les que o Senhor ainda possui guarda¬dos debaixo da sua proteção. São os super-pastores, que em nome de sua unção, não respeitam aqueles que Deus chamou para o ministério profético. Pensam que Deus pode usá-los e a ninguém mais em "suas" igrejas, e esquecem-se de que "suas" igrejas pertencem a Deus. E Este, quando quer falar, usa, não so¬mente pastores, mas todos os vasos que estiverem em condições naquele exato momento. São ditadores de falsas "éticas", que julgam as maneiras de ministrar de alguns profetas de: irreverentes, meninices, esquisitices, e coisas similares, e esquecem-se de que Deus ainda faz como quer, pois Deus não trabalha com uma "forma" e sim com "formas", segundo o Seu coração. Julgam-se do¬nos de toda Homilética, e esquecem-se de que Deus, quando quer operar, foge a éticas humanas e rompe atra¬vés do Seu poder, faz um rei descer de seu cavalo e dançar na frente dos súditos e diante da arca do Seu poder. E estes ditadores ficam exatamente como a mulher deste rei que citamos: sobre uma janela, sentindo nojo com a forma de atuar do profeta... Oremos por eles, pois esquecem-se de que Deus é ilimitado, coerente e Seu poder flui através dos vasos de variadas formas. A ética do Espírito de Deus é diferente da dos homens.
Postar um comentário