Header Ads

MINISTÉRIO EM DEFESA DA FÉ APOSTÓLICA


PASTOR SERGIO LOURENÇO JUNIOR - REGISTRO CONSELHO DE PASTORES - CPESP - 2419

PAREM AS MÁQUINAS E OS CLICHÊS! BOLSONARO PROMETE, SE ELEITO, CUMPRIR CONSTITUIÇÃO. QUE BOM!EM MATÉRIA DE PRÁTICA TOTALITÁRIA, BOLSONARO É SÓ UM BUFÃO DE SEGUNDA CATEGORIA. MAS ISSO NÃO SIGNIFICA QUE NÃO POSSA SER PORTA-VOZ DE TESES TOTALITÁRIAS POR: REINALDO AZEVEDO

Sabem aquele clichê: “Seria cômico se não fosse trágico”? Pois é… Sempre que a gente é obrigado a atualizar um clichê, é sinal de que as coisas vão de “mau a pior” (outro!) e que “corações e mentes” (meu Deus!) estão contaminados. E será tanto pior se aquilo que vemos for só “a ponta do iceberg” (diabos! Algo me tomou). Preciso, “a todo vapor” (argh) — não seria “a toque de caixa” — sair desta. O mundo dos clichês é um “poço sem fundo” se você prefere “a zona de conforto”… Jair Bolsonaro, candidato sabe-se lá de qual partido, à Presidência da República, divulgou a sua “Carta aos Brasileiros”… O que ela traz de relevante? Nada. Lá está o nome de um economista, Adolfo Sachsida, que o estaria orientando. Evidenciando que ele já seduz a economia, o texto informa a existência de “um time de acadêmicos e profissionais que estão integrando o nosso [deles] time. Os nomes, por ora, permanecem secretos. Melhor assim. Para quem sabe ler, trata-se de um texto espantoso. Até quando tenta ser bilu-teteia, Bolsonaro veicula truculências, embora o casca-grossa machão, militar disciplinado e disciplinador e durão implacável seja personagem criada para seduzir distraídos, não é? Até agora, quem mais ganhou com a militância de Bolsonaro foi a família Bolsonaro… Não contei, mas acho que já há 7.753 bolsonarinhos eleitos… O trecho mais sedutor da carta é este: “Evidentemente que nenhum dos membros de nossa equipe defende ideias heterodoxas ou apreço por regimes totalitários. Sabemos que estamos lidando com a vida e o futuro de centenas de milhões de pessoas. Assim, afirmamos que, absolutamente, todas as propostas serão pautadas pelo respeito aos contratos, respeito às leis e pelo TOTAL respeito à Constituição Brasileira.” De saída, não sei o que faz lá aquele “evidentemente”. Sim, claro!, em matéria de prática totalitária, Bolsonaro é só um bufão de segunda categoria. Mas isso não significa que não possa ser porta-voz de teses totalitárias. E ele é. Será que devemos ser gratos a Bolsonaro porque ele promete que, se eleito, terá “TOTAL respeito à Constituição Brasileira”? E que se note: não é um respeito qualquer. É tudo em maiúsculas, em caixa alta! Então podemos ficar tranquilos: se eleito, ele não vai dar golpe de Estado. A carta revela aquilo que pretende esconder. Quem caiu vítima da teia do “bolsonarismo” nas redes sociais sabe do que são capazes seus militantes, com o auxílio de perfis robôs. Quem vê a sua produção no Youtube constata que não se pode questionar Bolsonaro sem que se produza em resposta um vídeo em que o “mito” — tenha paciência!!! — acaba com o adversário. Os verbos escolhidos sempre sugerem a eliminação do oponente. Essa conversa mole não tem a menor importância. O bolsonarismo, como pensamento ou tendência, não existe. O que se tem de presente e real é a gritaria das redes, com aqueles seres inteligentes a pregar que se enforque o último comunista com a tripa do último gay. Sempre deixando claro que eles decidem quem é “comunista” e quem é “gay”. E tudo isso, claro, de arma na mão porque, afinal, o desarmamento da população não passa de uma tramoia do comunismo internacional… A propósito: Sachsida já ensinou a Bolsonaro o que é o “tripé macroeconômico”? Segue a carta: “Comunicado aos cidadãos do Brasil: Nos últimos dias o Dr. Adolfo Sachsida foi apresentado pela imprensa como o ‘conselheiro’ do deputado Jair Bolsonaro. Conforme nota já divulgada, houve sim conversas com o talentoso economista. Também entendemos o interesse da sociedade pela equipe de acadêmicos e profissionais que estão integrando nosso time. Nesse sentido, podemos antecipar que já contamos com um sólido grupo, composto por professores de algumas das melhores universidades do Brasil e da Europa. Indivíduos que são referência na academia, com vários papers publicados em revistas ranqueadas, com larga experiência profissional e sem máculas em seus respectivos históricos. Evidentemente que nenhum dos membros de nossa equipe defende ideias heterodoxas ou apreço por regimes totalitários. Sabemos que estamos lidando com a vida e o futuro de centenas de milhões de pessoas. Assim, afirmamos que, absolutamente, todas as propostas serão pautadas pelo respeito aos contratos, respeito às leis e pelo TOTAL respeito à Constituição Brasileira. Um amplo trabalho vem sendo desenvolvido há alguns meses e já existiram dezenas de reuniões. Não se tratando de algo rápido ou superficial. Sabemos do momento dramático pelo qual o Brasil atravessa e estamos cientes que o nome de Jair Bolsonaro representa esperança de dias melhores para mais de duzentos milhões de brasileiros. Todavia, pedimos um pouco mais de paciência a todos, para que tudo seja feito de forma profissional, séria e ética. Como sempre será feito! Brasil acima de todos e Deus acima de tudo.”
Postar um comentário
Tecnologia do Blogger.