Header Ads

MINISTÉRIO EM DEFESA DA FÉ APOSTÓLICA


PASTOR SERGIO LOURENÇO JUNIOR - REGISTRO CONSELHO DE PASTORES - CPESP - 2419

ESLOVÁQUIA TRANSFERIRÁ EMBAIXADA PARA JERUSALÉM DECISÃO PODE MARCAR UMA RUPTURA NA POSTURA DA UNIÃO EUROPEIA POR JARBAS ARAGÃO

JerusalémApós Donald Trump anunciar o reconhecimento de Jerusalém como capital de Israel e prometer a mudança de sua embaixada de Tel Aviv para a cidade santa, em dezembro de 2017, o governo israelense convidou outras nações para fazerem o mesmo. Na ocasião, foi divulgado que 10 países fariam a mudança dentro do próximo ano. Depois da inauguração da embaixada norte-americana, em maio, seguiram o exemplo Guatemala a Paraguai. Honduras e Colômbia anunciaram que também pretendem mudar. Nesta quarta-feira 4), o presidente da Assembleia Nacional da Eslováquia, Andrej Danko assumiu o compromisso de mudar sua embaixada para Jerusalém. A promessa foi feita pessoalmente a Reuven Rivlin, presidente de Israel, durante o encontro da delegação eslovaca que está em visita oficial ao país. As autoridades eslovacas anunciaram ontem que irão abrir um centro cultural em Jerusalém no final do ano. Yuli Edelstein, presidente do Knesset, Parlamento de Israel, afirmou que “esta é uma grande conquista na política externa para Israel, e uma agradável surpresa para todos nós. Tenho certeza que as outras delegações que chegarem aqui entenderão que Jerusalém é a capital eterna de Israel”. Ruptura com a União Europeia A decisão da Eslováquia poderá marcar definitivamente uma ruptura na postura da União Europeia, que sempre apoiou os palestinos e defende a entrega da porção Oriental de Jerusalém como capital de um futuro Estado da Palestina. Em maio, o presidente da República Checa, Milos Zeman, anunciou a inauguração de centro cultural e um “consulado honorário” em Jerusalém. Sua intenção é mudar a embaixada em definitivo, mas não marcou uma data para isso. No mês passado, o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu afirmou que a Bulgária também abrirá em breve um “consulado honorário” em Jerusalém, mas que não pretende construir uma embaixada na capital por enquanto. Com informações de Israel Hayom
Postar um comentário
Tecnologia do Blogger.