Translate

domingo, 23 de abril de 2017

MISSÃO ENTRE VIDAS

A Associação Vitória em Cristo compromete-se com responsabilidade social e, por isso, apoia o trabalho da Associação Missão Entre Vidas (Amev), que tem por objetivo ajudar na transformação de vida de detentos e ex-dependentes químicos, capacitando-os social e espiritualmente. Homens e mulheres egressos do sistema penal ou do mundo das drogas têm suas vidas mudadas por intermédio de cursos de capacitação para o mercado de trabalho e de esportes. Atualmente, as ofertas da Avec ajudam a manter o Centro de Qualificação Profissional, em Pendotiba, Niterói. O lugar possui uma área com mais de 6.500 m², com instalações para egressos do sistema penal e dependentes químicos. Os assistidos pela Amev têm aulas de jiu-jitsu, boxe, inglês, informática e cursos profissionalizantes. O pastor Luiz Leite, presidente da Amev, conta como é a parceria e a relação da Avec com a instituição. “O relacionamento das instituições trouxe a melhoria de poder cumprir o que está escrito na Palavra de Deus: Lembrem dos presos, como se vocês estivessem na cadeia com eles. Lembrem dos que sofrem, como se vocês estivessem sofrendo com eles (Hebreus 13.3 – NTLH)”, afirma o pastor. Com esse novo lar para a instituição, grandes parcerias têm sido firmadas. Empresas multinacionais irão construir um Parque Industrial na região e oferecerão oportunidades aos alunos da Amev, fornecendo cursos e inserindo-os diretamente nas fábricas, aumentando o nível de empregabilidade e ajudando na ressocialização dos detentos e ex-usuários de drogas. Não são apenas empresas que ajudam a manter o projeto. Pessoas físicas também colaboram com o trabalho através de suas ofertas e voluntariado. Todos os tipos de parcerias estão comprometidos com a responsabilidade, inclusão e desenvolvimento social dos assistidos. A instituição e o Centro de Qualificação Profissional Todas as pessoas assistidas pela instituição são resultado de trabalhos evangelísticos em praças e áreas de risco. Todo aquele que procura a Amev atrás de recuperação e ajuda também é bem-vindo. O foco da instituição é integrar jovens e adultos, que estão expostos à violência e às drogas, ao mercado de trabalho. Atualmente, o Centro de Qualificação Profissional conta com cursos de Gestão Empresarial, Turismo e Hotelaria, Supletivo à Distância, Técnico de Transação Imobiliária (TTI), Segurança do Trabalho, Mecânica de Automóveis, Mecânica de Marcenaria e Mecânica de Refrigeração de Eletrodomésticos. A Amev também dá a oportunidade para que os alunos aprendam inglês e informática. Um dos ex-detentos que passou pela Amev, Eliezer Pereira, conta como foi a experiência de quatro meses após sair da prisão, começar a trabalhar e se adaptar ao novo modo de viver. "Estava acostumado com aquela vida quadradinha da prisão. Quando caí neste mundo, não foi fácil. Mas, agora, vejo a vantagem. Hoje, tenho dignidade", disse o ex-detento. Além do apoio social, a instituição também dá suporte espiritual à vida dos alunos. “Através do poder de Deus, vidas são resgatadas e libertas”, conta o pastor Luiz Leite. Igrejas colaboram com o trabalho, promovendo cultos de louvor e adoração e ajudam na construção da vida espiritual de cada ex-detento ou usuário químico. Com todo esse apoio, a pessoa que passa pela Amev é transformada. Ela tem a oportunidade de ser livre, constituir uma família, realizar-se profissionalmente e ser reintegrado novamente à sociedade.

CENTRO DE FORMAÇÃO APOSTÓLICA

O Centro de formação Apostólica foi idealizado pelo Pastor Sergio Lourenço do Ministério Em Defesa da Fé Apostólica, para ser um lugar formador de homens e mulheres que desejam conhecer mais sobre a vida cristã apostólica, nosso objetivo é gerar crescimento, desenvolvimento e fortalecimento do Corpo de Cristo, através da palavra de Deus e da implantação do Mover Apostólico. Salientamos que todos os nossos cursos são modulares e cada módulo pode ser cursado de maneira independente.


FORMAÇÃO BÍBLICA

1º Aula:Visão geral da Bíblia?
2º Aula:Uma visão geral do Antigo Testamento.
3ª Aula:Livro de Gênesis.
4ª Aula:Livro de Êxodo.
5ª Aula: Livro de Levítico.
7ª Aula: Livro de Deuteronômio.

INTRODUÇÃO A TEOLOGIA

1ªAULA: DEFINIÇÃO BÍBLICA DE TEOLOGIA 
2ªAULA: DEFINIÇÃO GERAL DA TEOLOGIA 
3ªAULA: EVOLUÇÃO DO TERMO TEOLOGIA 
4ªAULA: TEOLOGIA CRISTÃ
5ª AULA: DIVISÕES DA TEOLOGIA CRISTà
6ª AULA: TEOLOGIA SISTEMÁTICA
7ª AULA: TEOLOGIA NATURAL


TEOLOGIA BÁSICA

1º Aula: 
2º Aula: 
3ª Aula:

1ª IGREJA ASSEMBLEIA DE DEUS EM ITACIBA – CARIACICA - ES- MISSIONÁRIO MAX DOWEL - CONTANDO SUAS EXPERIÊNCIAS NO CAMPO MISS. DO PAQUISTÃO

MAX DOWEL, brasileiro, reside nos Estados Unidos. É pastor, filiado à CGADB (Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil), escritor e conferencista. Atravessando fronteiras geográficas, culturais e étnicas já ministrou a Palavra de Deus em várias partes do mundo. Seu desejo é ganhar almas, edificar o Corpo de Cristo e glorificar a Deus. Suas mensagens simples e inspiradas são seguidas da poderosa manifestação do Espírito Santo, levantando o caído, fortalecendo o fraco e restaurando vidas. Em mais de vinte anos de ministério, este humilde servo, tem sido uma voz profética para as nações. Com seu estilo dinâmico e ousado, estimula-nos a termos o Caráter de Cristo, encoraja-nos a sermos os homens e as mulheres que o Eterno criou-nos para ser e lembra-nos da importância de sermos OHEV ISRAEL (amantes de Israel).

CHEFE DE PERIGOSA TRIBO RESSUSCITA COM ORAÇÃO DE MISSIONÁRIOS E NATIVOS SE CONVERTEM UM GRUPO CORAJOSO DE MISSIONÁRIOS RESOLVEU ENFRENTAR UMA DAS MAIS TEMIDAS TRIBOS LOCAIS, QUE POR SUA VEZ, JÁ HAVIA MATADO OUTRAS PESSOAS QUE TENTARAM CHEGAR AO LOCAL. FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DO GOD REPORTS

Um grupo tribal, localizado no interior de Malaita, na cadeia das Ilhas Salomão, sempre foi reconhecido por uma longa história de oposição aos missionários e outras pessoas de fora. Em 1927, 13 oficiais do governo do Reino Unido foram massacrados pelo grupo tribal Kwaio enquanto tentavam pesquisar a área para fins de tributação. O governo britânico respondeu enviando um navio de guerra para aquela parte da ilha, que resultou na morte de 200 Kwaio. Mais tarde, vários sacerdotes católicos romanos foram mortos pelo grupo. Em 1965 um missionário protestante da Nova Zelândia foi martirizado enquanto tentava evangelizar o Kwaio. Dez anos mais tarde, um médico missionário e seu filho também foram mortos. Mas Deus tinha um plano para chegar ao Kwaio usando missionários de Fiji em 1990, como dito no livro escrito por Dick Eastman, presidente de Every Home for Christ (EHC). Vários evangelistas fiigianos afiliados à EHC, que faziam parte de uma campanha para chegar às ilhas de Fiji, voltaram sua atenção para as 100 ilhas da cadeia de Salomão, a mil quilômetros de distância. Eles chegaram à ilha de Malaita e passaram um tempo evangelizando as áreas costeiras. Uma noite, enquanto a equipe estava sentada ao redor de uma fogueira, um membro da equipe apontou para o interior da ilha e perguntou: "Há pessoas lá que ainda não ouviram falar de Jesus?" “Sim”, respondeu uma delas. "É uma das áreas mais difíceis em todas as ilhas para evangelizar por causa do terreno acidentado e das pessoas hostis". Um passo de Fé: A equipe finalmente concordou em orar e jejuar por sete dias antes de tentar enviar uma equipe para alcançar os Kwaios. Com a ajuda de dois feiticeiros que haviam se tornado crentes, uma lista de 87 diferentes espíritos malignos foram identificados que se diziam dominar a região. Eles confrontaram cada entidade demoníaca com uma oração de guerra durante o período de sete dias, de acordo com o livro de Eastman. No oitavo dia, Jack e Japta juntaram-se a outros 10 trabalhadores cristãos em uma jornada de um dia no interior da ilha. Cerca de cinco horas da tarde, Jack e Japta chegaram a uma aldeia onde havia uma grande assembleia de pessoas, indicando que algo incomum estava acontecendo. Os dois homens foram rapidamente cercados por vários grandes guerreiros, querendo saber de onde eles vinham e por que eles tinham ido até lá. "Jack explicou o mais rápido possível na língua Kwaio que eles estavam trazendo ‘boas novas’ para o povo Kwaio", observou Eastman. "Mas os guardiões os levaram para serem interrogados por cinco sacerdotes de aldeia, também chamados de anciãos. "Os estranhos haviam chegado em um momento sagrado e podiam estar infringindo os costumes do Kwaio". Um novo Desafio: "Por que você está aqui?", Perguntou um dos anciãos. "Viemos compartilhar a Boa Nova", eles repetiram mais uma vez, enquanto continuavam a descrever o único Deus verdadeiro que criou tudo no céu e na terra - incluindo o povo Kwaio. "Nosso Deus eterno enviou Seu único Filho para ser como nós, um homem, e para sacrificar Sua própria vida voluntariamente em nosso favor". Os anciãos disseram que nunca ouviram uma mensagem como essa. Eles entenderam o conceito de um sacrifício de sangue, no entanto. Depois de alguns momentos de discussão acalorada, um deles disse: "Não podemos acreditar em nada do que você disser, a menos que nosso chefe acredite". Jack e Japta pediram permissão para ver o chefe, sabendo que era costume em muitas aldeias procurar aprovação do chefe. Uma vez concedido, isso abriria oportunidades para que sua mensagem fosse ouvida. Os anciãos se recusaram porque seu chefe, Haribo, estava morrendo. Vê-lo estava fora de questão. Então um dos cristãos teve uma ideia. "Quando Jesus Cristo veio como o Filho de Deus, Ele veio não somente para libertar os homens de seus pecados, mas também para curar os doentes. Deus é perfeitamente capaz de curar o seu chefe". Em resposta, os anciãos começaram a discutir entre si. A grande Oportunidade: Jack e Japta passaram a noite trancados em uma cabana, mas às sete da manhã seguinte os anciãos voltaram com uma notícia surpreendente. Eles receberam permissão para orar pelo chefe Haribo! Quando entraram na cabana do chefe, puderam ver que ele era muito velho e fraco, lutando para respirar, perto da morte. "Jack compartilhou com ele rapidamente o plano de salvação de Deus, explicando que Jesus era o único caminho para a vida eterna", relatou Eastman. O chefe teve uma resposta surpreendente. "Eu esperei toda a minha vida para ouvir essa história", disse ele. "Eu sempre senti que havia alguma mensagem sagrada como esta. Mas ninguém veio trazer-nos tais palavras. Como posso receber este Jesus em minha vida?", registrou. Jack e Japta levaram o chefe Haribo a fazer a oração do pecador. Poucos momentos depois, uma profunda paz transformou o semblante do chefe. Mas, duas horas depois, o chefe morreu. Para o resto do dia, seu corpo foi preparado para um enterro tradicional de Kwaio. Enquanto isso, Jack e Japta saíram da aldeia e voltaram para a costa. Mas enquanto o crepúsculo ia descendo sobre a aldeia algo chocante acontecia. O chefe Haribo sentou-se e começou a falar! "Que os anciãos se reúnam", disse aos seus ouvintes, "e deixe alguém ir e encontrar os meninos que vieram mais cedo para me falar sobre Jesus". Quando se reuniram, o chefe relatou uma história incrível sobre ver o céu. "Um ser vestido de branco tinha levado ele para o lugar mais bonito que já tinha visto", relatou Eastman. "Uma pessoa chamada Jesus Cristo, o Filho de Deus que os moços lhe haviam contado, estava sendo adorada por uma enorme multidão de pessoas. O glorioso ser explicou-lhe que este belo lugar era onde as pessoas que acreditavam em Jesus iriam por toda a eternidade adorá-Lo. Então tudo o que os meninos disseram era verdade", acreditou. Quando Jack e Japta retornaram ficaram espantados com o que tinha acontecido. Eles apresentaram a mensagem de salvação novamente, desta vez para toda a aldeia. "Todo mundo, incluindo a família do chefe Haribo (21 membros), recebeu Cristo como seu Salvador. E logo mais 300 moradores de toda a região (em 10 aldeias vizinhas) entregaram suas vidas a Cristo".

"A NOSSA SALVAÇÃO INDEPENDE DO BATISMO NO ESPÍRITO SANTO", DIZ PASTOR PENTECOSTAL PARA CLEUTON LOPES, DA ASSEMBLEIA DE DEUS, O SELO DO ESPÍRITO SANTO SE MANIFESTA "QUANDO NÓS ACEITAMOS A JESUS E ENTÃO SOMOS MARCADOS COMO PROPRIEDADE SUA". FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DA REDE SUPER

Muito se fala sobre o batismo no Espírito Santo. Para alguns cristãos, uma meta a ser batida na vida cristã. Para outros, um dom que Deus ainda pode usar entre os seus. Mas, o que será que os pentecostais acham? Para o pastor Cleuton Lopes, da Assembleia de Deus (em Minas Gerais), há divergências. “Não são todos os crentes pentecostais que crêem no batismo do Espirito Santo. Depende da busca da pessoa. Agora, tem uma questão que todos falam: 'Quem aceitou Jesus é batizado no Espírito Santo'. Não, ele recebeu o Espírito Santo. O selo do Espírito Santo não é o batismo, o selo do Espírito Santo é quando nós aceitamos a Jesus e o Espírito Santo nos sela como propriedade sua”, explica o líder. “A nossa salvação independe do batismo no Espírito Santo. Para sermos salvos, não precisamos ser batizados no Espírito Santo. Para termos o Espírito Santo não precisamos ser batizados no Espírito Santo”, disse Cleuton. Para a missionária Juliana Reis, também da Assembleia de Deus, não há registro de que é necessário ser batizado no Espírito Santo para que haja salvação. “A teologia pentecostal nunca pregou nem ensinou dessa maneira”, alerta ela. “Quando recebemos a Jesus, recebemos a pessoa do Espírito Santo que vem morar em nós. O batismo do Espírito Santo é algo diferenciado, a gente chama de revestimento de poder”, explica a missionária. O pastor Cleuton ainda ressalva: “É por isso que Jesus, quando ascendeu ao céu disse: 'Eu vou para o Pai, mas vocês não vão ficar órfãos. O Pai enviará o Espírito Santo, o consolador, que vai habitar em voz'. Então, quando aceitamos a Cristo, confessamos a Cristo com a nossa boca e aceitamos com o nosso coração, imediatamente nos tornamos templo e morada do Espírito Santo”, disse.

EX-ATRIZES PORNÔ TESTEMUNHAM COMO JESUS LHES DEU NOVA VIDA CRISSY OUTLAW E BRITTNI DE LA MORA RELATAM COMO JESUS LHES DEU NOVA VIDA POR JARBAS ARAGÃO

Elas conquistaram fama e fortuna na indústria do entretenimento adulto, como atrizes de filmes pornô, mas largaram tudo para servir a Deus. Crissy Outlaw, 41 anos, e Brittni de la Mora, 30, cada uma a seu modo, hoje são mães de família e desempenham o ministério pastoral. Quando dá seu testemunho nas igrejas, Crissy relata que teve uma infância difícil. Seus pais eram católicos, mas ela não seguiu os ensinamentos que recebia em casa e na igreja. Abusada sexualmente aos 4 anos de idade por um vizinho adulto, ela conta que os abusos continuaram por alguns anos. Ela sempre teve problemas de autoestima e depressão. Ela cresceu achando que havia “algo” nela que havia provocado aquela situação, algo que nunca contou para seus pais. Aos 17 anos ela ficou grávida de um namorado e acabou optando por abortar quando ele não quis assumir a criança. “Foi uma das coisas mais traumáticas que me aconteceu”, conta hoje. Nessa mesma época ela se tornou modelo. Isso a levou para a carreira como atriz pornô aos 23 anos. Anos mais tarde estampou as páginas da revista Playboy. Ela conta que ganhou muito dinheiro e durante algum tempo ela teve seu próprio site pornô, mas dentro de si havia um grande vazio. Durante a gravação de alguns filmes confessa que seu maior desejo era morrer. A jovem teve muitos relacionamentos, nos quais procurava aceitação. Contudo, por causa de sua profissão, disse que acabou se envolvendo com pessoas que a maltratavam e a viam como um objeto sexual. Crissy fez em mais de 50 filmes adultos entre 2001 e 2006, tornando-se na época uma das estrelas pornográficas mais populares dos EUA, quando ainda usava o nome de Crissy Moran. Até que um dia, quando tinha 31 anos, ela disse que não aguentava mais, pois sentia-se “quebrada por dentro”. Ajoelhou-se no chão de sua casa luxuosa e chorou, pedindo ajuda divina. “Eu disse: Deus, se você é real, preciso que você me mostre. Eu preciso de um sinal, porque tudo o que sei sobre o amor não está certo. Eu preciso sentir você na minha vida”. No dia seguinte, ela foi a um estúdio, onde seu namorado da época fazia um filme adulto.  Durante uma pausa nas filmagens, eles saíram com alguns amigos. Surpreendentemente um deles, que agora era cristão, começou a falar sobre Jesus com ela. Crissy disse que viu aquilo como um sinal divino. Ela orou, aceitando Jesus e decidiu que a partir daquele diz não faria mais nada que envolvesse pornografia, mesmo sabendo que sua carreira estava no auge. Tempos depois, começou a frequentar uma igreja local. Cerca de um ano depois, conheceu seu futuro marido, Lawton Outlaw, que era um pastor de jovens. Eles se casaram em 2013 e Crissy foi consagrada pastora. Hoje, além de ajudar o esposo na igreja, ela colabora com o ministério XXXChurch, que mantém o maior site antipornografia do mundo. Ela dá seu testemunho em várias igrejas pelo país, mostrando que Jesus pode mudar a vida de todo tipo de pessoa, até mesmo de artistas pornô.  275 filmes e três milhões de dólares. A história de Brittni de la Mora é parecida. Durante a juventude ela lutou contra o vício em drogas, depressão e transtorno alimentar. “Eu vivia realmente deprimida. As drogas eram a única coisa que me ajudavam a passar o dia, porque me davam um pouco de energia e uma falsa sensação de felicidade”, explica. Ela mantinha uma carreira agitada, tendo começado na indústria do sexo aos 16 anos de idade, quando foi trabalhar como stripper em sua cidade natal, Santa Barbara, Califórnia.  Brittni diz que sua infância foi cheia de negligência e instabilidade emocional. Isso sempre a fez sentir-se indesejada. Descobriu que exibir seu corpo gerava desejo nos outros e durante dois anos ela trabalhou como dançarina em um clube. Até que um dia, um diretor de filmes pornô lhe convidou para fazer um teste como atriz. O dinheiro era bom e ela queria terminar de pagar a universidade. Aos 18 anos gravou seu primeiro filme. Diz que em sua cabeça a única coisa que passava era: “Isso é incrível. As pessoas vão me amar e serei uma estrela”. Após alguns meses na indústria de filmes adultos, um diretor comentou que ela estava gorda. Para uma jovem que lutou muito tempo com transtorno alimentar, aquilo foi um choque. Acabou se entregando à cocaína depois de ouvir o conselho de um amigo sobre como isso a faria perder peso rapidamente. Durante sete anos de sua carreira, ela estrelou nada menos que 275 filmes, a maioria com o pseudônimo Jenna Presley. Calcula que ganhou cerca de US$ 3 milhões, mas desperdiçou uma fortuna em drogas. Apesar do rótulo de “estrela”, ela caiu em uma profunda depressão e chegou a pensar em suicídio. Seu namorado da época, que era membro de uma gangue, morreu esfaqueado por uma gangue rival. Este incidente deixou Brittni com medo de sair de casa. Em 2010, ela ficou meses trancada no quarto, com as luzes apagadas, consumindo grandes quantidades de metanfetamina. Certa noite, quando pegou uma tesoura e começou a cortar os pulsos ouviu uma voz dizer: “Ligue as luzes e abaixe essa tesoura”. A atriz diz acreditar que era Deus falando com ela. “Se Deus não tivesse falado comigo naquela noite, sem dúvida nenhuma eu teria tirado a minha vida”, testemunha. Foi então que ela decidiu ligar para seus avós, que são evangélicos, e pedir oração. Seu avô a convidou para ir à igreja no dia seguinte. Naquele culto ela decidiu entregar sua vida a Jesus Cristo. Como tinha contratos em andamento, durante algum tempo continuou fazendo filmes, pois tinha. Contudo, durante uma viagem de avião ela abriu sua Bíblia e começou a ler. O texto de Apocalipse 2:20, conta, foi como “uma luz” que lhe chamava para voltar a Deus e abandonar a pornografia: Lembrando desse momento, ela conta: “Comecei a chorar e pedi desculpas a Deus. Só então entendi o que tinha feito durante todos aqueles anos”. Isso foi em 2012. Ela ressalta que tinha apenas US$ 1500 no banco. Decidida a mudar de vida foi procurar emprego e acabou indo para o escritório de uma empresa de táxi, onde ganhava um pouco mais que o salário mínimo. Mesmo assim, permaneceu firme. Nessa altura já frequentava a Igreja Cornerstone de San Diego, onde hoje é uma das pastoras de jovens. Em 2016, casou-se com o pastor principal da igreja, Richard de la Mora. Brittni, que antes só queria a aprovação dos homens, explica que sua única preocupação agora é ser aceita por Deus. Seu passado é uma “memória distante” e ela diz que não gosta muito de falar sobre isso. “Eu não me preocupo com o meu passado, mas quero ensinar aos meus filhos que todos temos um passado e não somos julgados por causa disso”, encerra. Com informações de Daily Mail

IGREJA QUE NÃO FAZ MISSÕES, TEM QUE NASCER DE NOVO, AFIRMA MISSIONÁRIO JUAN CARLOS BOGGIANO LEMBRA QUE “TODOS SOMOS CONVOCADOS PARA LEVAR O EVANGELHO, SEM DISTINÇÃO DE IGREJAS E DENOMINAÇÕES, PRECISAMOS NOS UNIR PARA FAZER A OBRA”.POR CRISTIANO MEDEIROS

Pastor Juan Carlos Boggiano (37), peruano, está à frente da Igreja Quadrangular do Peru – Rei dos Reis, na cidade de Arequipa, local onde desenvolve um trabalho missionário, que além de levar o evangelho atende pessoas carentes e deficientes físicos. A liderança da igreja (que não é filiada a Igreja Quadrangular do Brasil) é compartilhada com pastor Juventino Arrendondo, mexicano. Ambos atuam no ministério local e também buscam apoio para manter a obra. Em conversa com o Gospel Prime, Juan convida as pessoas a visitarem a obra desenvolvida no Peru. “Uma coisa é falar, outra é você visualizar a realidade da obra missionária”. Ele comentou que a Assembleia de Deus no Brasil tem auxiliado. “Várias pessoas têm ajudado a manter esse projeto. Deus prometeu que levantaria grandes servos para ajudar. Desta forma o Senhor tem nos abençoado grandemente”, declarou. A igreja peruana iniciou suas atividades há três anos sem nenhuma estrutura física e mão-de-obra humana. “Hoje são cerca de 70 membros e com pequenos grupos evangelísticos alcançamos muitas famílias. Temos encontro de casais, jovens, escola bíblica, crianças. No ano passado foram batizadas 17 pessoas. Estamos realizando um trabalho assistencial nas escolas através de doações de computadores para alunos carentes, assim eles podem apreender com mais facilidade”, comentou o missionário. Atualmente a igreja mantém um trabalho nas Cordilheiras dos Andes, há 250 km da região central de Arequipa. Duas vezes ao mês atendem a pessoas doentes, cadeirantes, e deficientes físicos. Após o terremoto, que atingiu o local em 2015, foram doadas dez cadeiras-de-rodas para pessoas necessitadas. “Nossa vida está totalmente debaixo da dependência do Senhor”. Juan deseja retornar ao Brasil para construir uma igreja. Sua esposa o questionou o porquê de ser no Brasil. E sua resposta foi que Deus o ordenou erguer uma igreja forte, que irá manter a igreja no Peru. A família está intercedendo em oração e provavelmente será em Campinas, estado de São Paulo. Crianças evangelizadasCrianças evangelizadas Realidade das missões no Peru: As dificuldades são muitas no Peru. “Temos escassez de alimentos, estradas destruídas, rios transbordando devido às enchentes, preço elevado, precariedade na habitação e saúde, enfim são muitos os problemas”, desabafou pastor Juan. O missionário acredita que a situação que o país enfrenta é devido à resistência ao evangelho. “Tudo que está acontecendo é fruto da dureza do coração do povo peruano. O Senhor retirou sua mão sobre o Peru. O governo aprovou a ideologia do gênero, casamento homossexual, não aceitam o evangelho, são idólatras, misticistas. Apenas 1% da população é evangélica. As pessoas só aceitam o evangelho quando estão com suas vidas totalmente destruídas. Nosso país precisa ver Deus agir. Creio na esperança de um real avivamento para todo o Peru”. Pastor Juan comenta que uma igreja que não tem visão missionária, é uma igreja que necessita nascer de novo. “Todos somos convocados para levar o evangelho, sem distinção de igrejas e denominações, precisamos nos unir para fazer a obra. Devemos amar a Deus sobre todas as coisas. Nada adianta irmos à igreja nos cultos durante a semana e no restante dos dias esquecer-se de Deus. Devemos amar ao próximo como a nós mesmos”. Pastor Juan nasceu em lar cristão, em Piura, Peru. Sua mãe, Lucila Farfan se converteu através de um programa evangélico americano que era transmitido no Peru. Com dois anos de conversão, passando por problemas familiares, ela decidiu entregar Juan a Cristo, se Carlos, seu esposo aceitasse a Jesus como seu Salvador. Após o nascimento de Juan, Carlos se converteu. Na época Carlos, engenheiro civil, construía uma grande casa para a família fazer festa e se confraternizar. Mas este não era o plano de Deus. Com o passar dos anos a residência começou a receber missionários, sendo que o primeiro recebido foi o jovem Jesuel Alves, missionário da JOCUM, vindo de Santos, Brasil. Desde seus 14 anos Juan se sentia incomodado por Deus, como se Ele estivesse requerendo o compromisso missionário de sua vida.  Ele se formou em engenharia geológica, e com a carreira trabalhou com a exploração de minérios no Peru. Fuga e encontro com seu chamado: Na tentativa de fugir de sua chamada missionária, com sete meses de casado, veio para o Brasil. Após dois meses de sua chegada em São Paulo, sua esposa, viajou em seu encontro trazendo um filho de cinco meses no colo e grávida. Ele e sua família tinham apenas visto de turista, temporário. Um dia estava na Praça da Sé, desesperado e chorando, disse consigo que não fugiria mais de seu chamado, mas pediu a Deus que o ajudasse. Nesse momento ouviu uma voz o chamando seu nome. A princípio não acreditou nesse chamado, depois a voz se repetiu. Era um velho amigo Manoel Rivera. Ele lhe deu abrigo e apoio na Igreja Brasil para Cristo. Alguns meses se passaram e o Senhor continuou o tocando sobre seu propósito missionário. Trabalhando em uma empresa de sondagem iria viajar para um novo projeto, quando Deus falou fortemente com sua esposa. O casal foi orar para seguir a vontade e direção do Senhor. Juan não viajou e começou a congregar na Igreja Luz para as Nações. Essa os enviou para as Missões Jocum, e após um período iniciaram trabalho em várias frentes missionárias no Brasil e também na Bolívia. Após um tempo seu pai ficou doente e retornaram ao Peru em 2009. Juan teve que voltar a trabalhar na mineração para custear o tratamento de seu pai. Ele e sua esposa abriram uma empresa de transporte de minerais. Deus voltou a falar com o casal que era necessário depender dele. Em 2014 encerraram as atividades da empresa e começaram a trabalhar na igreja local de forma integral. “Uma vez me questionaram se com minha profissão já conseguiria sustentaria a obra. Eu respondi que o Senhor me convocou para essa missão, e que os recursos ele nos daria. Deus me queria em busca de almas”.

JOVENS OUÇAM ESTA MENSAGEM, E FAÇAM , A DIFERENÇA – JOVEM AMERICANO: PREGA PARA OS PASTORES

Jovem americano: prega para os pastores na reunião de obreiros da Assembleia  de Deus ministério: Missão - Belém em São Paulo muito boa palavra missionária missionário do Paquistão. MAX DOWEL, brasileiro, reside nos Estados Unidos. É pastor, filiado à CGADB (Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil), escritor e conferencista. Atravessando fronteiras geográficas, culturais e étnicas já ministrou a Palavra de Deus em várias partes do mundo. Seu desejo é ganhar almas, edificar o Corpo de Cristo e glorificar a Deus. Suas mensagens simples e inspiradas são seguidas da poderosa manifestação do Espírito Santo, levantando o caído, fortalecendo o fraco e restaurando vidas. Em mais de vinte anos de ministério, este humilde servo, tem sido uma voz profética para as nações. Com seu estilo dinâmico e ousado, estimula-nos a termos o Caráter de Cristo, encoraja-nos a sermos os homens e as mulheres que o Eterno criou-nos para ser e lembra-nos da importância de sermos OHEV ISRAEL (amantes de Israel).

PASTOR MAX DOWEL, MAIS UMA VEZ, MINISTRANDO NA SEDE DA ASS. DE DEUS DO BELENZINHO-SP, PASTOREADA PELO PR. JOSÉ WELLINGTON, PRESIDENTE DA CGADB (CONVENÇÃO GERAL DAS ASS. DE DEUS NO BRASIL)

MAX DOWEL, brasileiro, reside nos Estados Unidos. É pastor, filiado à CGADB (Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil), escritor e conferencista. Atravessando fronteiras geográficas, culturais e étnicas já ministrou a Palavra de Deus em várias partes do mundo. Seu desejo é ganhar almas, edificar o Corpo de Cristo e glorificar a Deus. Suas mensagens simples e inspiradas são seguidas da poderosa manifestação do Espírito Santo, levantando o caído, fortalecendo o fraco e restaurando vidas. Em mais de vinte anos de ministério, este humilde servo, tem sido uma voz profética para as nações. Com seu estilo dinâmico e ousado, estimula-nos a termos o Caráter de Cristo, encoraja-nos a sermos os homens e as mulheres que o Eterno criou-nos para ser e lembra-nos da importância de sermos OHEV ISRAEL (amantes de Israel).

PEDIDOS DE ORAÇÃO: PODEMOS FAZER MAIS PELO CHIBOK NIGÉRIA

Já se passaram três anos desde o sequestro das 276 meninas pelo grupo extremista Boko Haram, na cidade de Chibok, na Nigéria. Dois terços das estudantes continuam desaparecidas. São três longos anos de espera, oração e busca por respostas. Muitos dos pais estão doentes devido à preocupação. O governo faz promessas para a recuperação das meninas, mas elas não são cumpridas. Quase não há informações disponíveis e quando há, são imprecisas. “Buscamos a Deus, que é o único que pode nos ajudar,” disse Yakubu, representante dos pais das meninas de Chibok. Em 18 de maio de 2016, soldados nigerianos resgataram Amina Ali Darsha Nkeki (19), perto de Damboa, ao sul de Maiduguri, com um bebê de quatro meses e seu “marido”. No dia 13 de outubro do mesmo ano, outras 21 meninas retornaram graças ao esforço em conjunto do presidente nigeriano, o governo suíço e a Cruz Vermelha, que negociaram com os jihadistas. E em 5 de novembro de 2016, foi a vez de Mary Ali Maiyanga, em Pulka, Gwoza, com um bebê de 10 meses de idade. Todas elas pareciam atordoadas, mas quando se encontraram com os pais a emoção foi incontrolável. Na ocasião, Rebecca Mallum falou em nome de todas elas e agradeceu ao presidente e aos demais. Esses fatos acenderam uma esperança em todos os pais, e também na igreja local, que acreditaram que todas elas logo voltariam para casa. Mas o esperado não aconteceu. Aliás, desde que foram soltas, as meninas libertadas puderam ver seus pais apenas duas vezes. "Não estamos satisfeitos com a forma como o governo está mantendo nossas filhas em Abuja, sem escola, sem nada. Eles estão nos dizendo uma coisa e fazendo outra. Parece que estamos sendo enganados dia após dia", diz Yakubu. A Portas Abertas tem permanecido próxima dos pais, providenciando alimentos, cuidados médicos e emocionais. Além disso, campanhas de cartões com palavras de apoio e visitas têm sido feitas. Há algo mais que a Portas Abertas e os cristãos ao redor do mundo podem fazer? Sim. Podemos orar sem cessar. Clamar ao nosso Senhor Jesus Cristo em favor dos pais e das meninas de Chibok. Quando somos fiéis à promessa de orarmos por aqueles que precisam, resistimos à tentação de pensar que a oração não tem valor. Não há nada mais significativo do que a oração. “É pelas orações de vocês que estamos sobrevivendo. Definitivamente, é pelas orações de vocês. Estamos confiando em Deus e estamos confiando em vocês”, desabafa um dos pais. Pedidos de Oração Ore pela libertação das meninas sequestradas. Que Deus aja poderosamente e as devolva para suas famílias. Peça a Deus que proteja, cuide e dê forças a cada uma delas. Interceda pelo consolo e encorajamento dos pais. Clame por aqueles que ainda não conhecem a Jesus. Que Deus toque seus corações nesse momento. Ore pelos colaboradores da Portas Abertas. Peça a Deus para que sejam fortalecidos e continuem servindo fielmente no Chibok e onde forem chamados. Clame a Deus pelos governantes da Nigéria. Que as negociações de paz aconteçam e o país seja abençoado. - See more at: http://domingodaigrejaperseguida.org.br/podemos-fazer-mais-pelo-chibok#sthash.vYD5PDuB.dpuf

PEDIDOS DE ORAÇÃO: TRÊS MENINOS E O DESAFIO DE SEGUIR EM FRENTE REPÚBLICA CENTRO-AFRICANA

Em abril de 2013, membros do grupo extremista Seleka atacaram uma igreja na República Centro-Africana. As explosões mataram sete pessoas e deixaram pelo menos 33 gravemente feridas, incluindo Jeovani, Dieu e Steven, meninos cujas lesões nas pernas resultaram em amputações. A Portas Abertas conheceu os garotos através do ministério de presença. Também os ajudou no fornecimento das próteses e pagamento das taxas escolares. Recentemente, suas famílias também foram ajudadas financeiramente com o foco em iniciar pequenos negócios. Durante uma visita anterior, notamos que os três meninos estavam lutando para se adaptar à vida com suas deficiências e necessitavam de encorajamento. Foi então que criamos uma campanha de cartões para eles e voltamos duas vezes para visitar e entregar os cartões de irmãos de todo o mundo. Jeovani perdeu as duas pernas e tem percorrido em uma longa estrada para sua reabilitação. Como a prótese correta demorou a chegar, as limitações que experimentava ao se deslocar eram bem difíceis, especialmente quando viu como os amigos, Dieu e Steven, pareciam progredir. Porém, depois da chegada da prótese certa, ele consegue passear usando apenas uma muleta. "Estou tão feliz em ver meu filho ir para a escola sozinho", disse sua mãe entusiasmada. Os cartões que Jeovani recebeu fizeram muito bem a ele, que diz a seus amigos que pessoas no exterior cuidam dele, mostrando-lhes os diversos cartões. Pouco tempo depois, nossos colegas locais o visitaram novamente, e desta vez, um alegre Jeovani veio cumprimentar os visitantes. Quando os membros da nossa equipe foram para a casa de Dieu, ele não estava lá, estava jogando futebol - um sinal encorajador. Ouvimos de sua avó, que cuida dele desde que a mãe faleceu, que o menino está bem, saudável e é um bom aluno. "Com a prótese, Dieu continua andando, correndo, e até jogando futebol. Isso o ajuda muito. Ele é encorajado pelos cartões. Logo depois de receber os primeiros, chamou seus amigos e os mostrou para eles. Isso lhe dá uma sensação de orgulho. No entanto, o garoto e a família ainda precisam de oração. O único rendimento da avó vem dos produtos agrícolas que vende. Seu pai está sem emprego. Existem necessidades financeiras e emocionais. Steven também está muito grato pelo apoio que tem recebido. Quando os membros da equipe o visitaram, ele estava ansioso para o novo ano escolar. Infelizmente, durante a visita, pudemos ver que o menino não estava usando as próteses porque havia crescido. Mas, felizmente, já recebeu uma substituta. Steven é sempre grato e aguarda com expectativa a cada entrega, pois é uma oportunidade para mostrar os cartões aos amigos. É sempre um momento de alegria para ele. Essa campanha de cartões não está mais disponível, mas você pode ajudá-los orando pelas suas necessidades. Durante as visitas, cada garoto fez seus próprios pedidos de oração. Você pode orar por eles? Pedidos de Oração Jeovani: “Ore pelos meus estudos e para eu ser sábio na escola. Peça também pelos negócios da minha mãe, que possamos ter tudo o que precisamos". Dieu: “Peça pelos meus amigos que me ajudam (parceiros da Portas Abertas); Ore para que Deus os abençoe. Que meu pai encontre um emprego e que Deus preserve minha avó. Também peço oração pela equipe da Portas Abertas que nos visita e encoraja. Steven: “Agradeça conosco ao Senhor por sua provisão em uma substituição da minha prótese. Ore pelo meu ano letivo, que eu possa ir bem nos estudos. Peço também que o pequeno negócio dos meus pais cresça e prospere”. - See more at: http://domingodaigrejaperseguida.org.br/tres-meninos-e-o-desafio-de-seguir-em-frente#sthash.iE77Faff.dpuf

PEDIDOS DE ORAÇÃO: AS CONSEQUÊNCIAS DA PERSEGUIÇÃO QUÊNIA

Na costa do Quênia, existe uma cidade chamada Mpeketoni com cerca de 50 mil pessoas. É um lugar onde a beleza e dor se encontram. Situada perto da praia e lagos, com vegetação admirável, é uma bela cidade. Porém em 2014, extremistas do Al-Shabaab lançaram uma série de ataques à região, matando 92 pessoas. Grace, uma cristã de lá, testemunhou os efeitos do trauma na vida das crianças, jovens, adultos e idosos. Mas, ela também viu a provisão do Senhor. A jovem estava em casa nos arredores da cidade quando o Al-Shabaab chegou. Embora o grupo atuasse na área por muito tempo, o ataque foi inesperado. "Por volta das 20h30, minha cunhada chegou e nos disse que a vila estava pegando fogo. Meu pai foi até a cidade para ver o que estava acontecendo. Alguns minutos depois ouvimos tiros”, conta Grace. Na ocasião, o pai dela ficou ferido e ainda hoje carrega marcas daquele dia. O irmão de Grace assistiu aos ataques porque se escondeu em cima de um telhado. No dia seguinte, ele se voluntariou a ajudar a carregar os corpos, foi quando reconheceu um amigo que tinha visto na igreja no dia anterior. O rapaz era recém-casado e ia ser pai. Grace conta que o irmão até hoje não superou a dor, inclusive desistiu do próprio negócio que exigia que ele saísse cedo e voltasse tarde, por medo. Grace não só notou as cicatrizes do trauma em seus próprios parentes, mas percebeu que elas estavam em toda parte. A frequência à igreja caiu radicalmente. "Havia grande medo entre os membros e seus filhos. Um dia, um pneu explodiu, as crianças correram para os pais chorando: ' O Al-Shabaab está chegando. Eles vieram atirar em nós!'" Uma igreja mais forte Após o ataque, a Portas Abertas apresentou o treinamento pós-trauma aos líderes da igreja que nos pediram para também treinar seus professores da escola dominical. Grace participou e aprendeu a usar arte e jogos e criar um ambiente seguro que permitisse que as crianças falassem sobre suas experiências. Os participantes também aplicaram seus conhecimentos trabalhando com 30 crianças de 6 a 12 anos que vivenciaram os ataques de Al-Shabaab. Algumas tinham visto seus pais e irmãos morrerem (as mulheres eram poupadas). Muitos tiveram de fugir e se esconder no mato com suas famílias nos dias que se seguiram ao ataque; eles enfrentaram circunstâncias difíceis. Outros sofreram trauma secundário quando ouviram sobre os ataques. “Depois do curso observei a raiva das crianças diminuir”, diz Grace que viu muita coisa mudar. Muitas pessoas também vieram à fé após o corrido. "Os ataques fizeram as pessoas pensarem sobre a vida e o que significaria se eles morressem antes de estarem em comunhão com Deus". Grace também acredita que os ataques fomentaram a unidade: "Antes dos ataques, não havia uma real comunhão entre as igrejas. Eles não achavam que precisavam um do outro. Mas desde então, nós realmente começamos a trabalhar muito mais juntos." Pedidos de Oração Ore por Grace, seu pai, irmão e todos os cristãos quenianos que foram traumatizados de alguma forma pelos ataques. Que Cristo continue cuidando deles. Clame por proteção para os cristãos na fronteira nordeste do Quênia e nas áreas costeiras que enfrentam muita pressão por seguir a Cristo. Que eles consigam dominar o medo com um espírito de amor. Agradeça a Deus pela oportunidade de ministrarmos para a igreja após os ataques. Peça que ele continue usando o treinamento pós-trauma que oferecemos para trazer cura e restauração aos sobreviventes. - See more at: http://domingodaigrejaperseguida.org.br/as-consequencias-da-perseguicao#sthash.JiT7Olk3.dpuf

PEDIDOS DE ORAÇÃO: RESTAURANDO A DIGNIDADE E A ESPERANÇA ÁFRICA SUBSSARIANA

Me chamo Ibsa, tenho 54 anos e sou pastor em um dos países da África, mais hostis ao cristianismo. Eu me tornei cristão ainda jovem, na época, meu país estava sob o controle comunista. Eu cheguei a ficar preso por três anos e passei diferentes tipos de tortura, mas Deus, em sua graça, me sustentou. Sob pressão, acabei revelando que plantara igrejas e que o número de pessoas já chegava a 600, 45 delas estavam sob meus cuidados. Por essa razão, a maioria desses irmãos também enfrentaram diferentes tipos de perseguição, o que os deixou seriamente traumatizados. Eles precisavam de um tratamento especial. Alguns pastores, como eu, até tentavam ajudar, mas não tinham conhecimento suficiente. Então, as pessoas traumatizadas não conseguiam sair daquele estado em que se encontravam. Hoje, percebo que no processo, eu poderia ter provocado ainda mais dor porque não entendia o impacto do trauma e suas raízes na vida deles. Mas, graças a Deus isso foi até eu participar do treinamento de aconselhamento pós-trauma da Portas Abertas. Eu aprendi muito. Ouvi o facilitador dizer coisas como: "O trauma é uma reação normal a um evento anormal... nem todo mundo experimenta o trauma da mesma forma... ao ajudar as pessoas que sofreram trauma, precisamos parar de perguntar: 'O que há de errado com essa pessoa? ' E perguntar: 'O que aconteceu com essa pessoa?'" A importância de praticar o conhecimento Eu logo coloquei em prática o que aprendi. Que diferença isso fez! Tive a experiência de aconselhar uma cristã perseguida que acabara de perder seu marido e ser humilhada no funeral apenas por ser cristã. Quando vi a maneira como meu conselho a ajudou, comecei a compartilhar o que aprendi com outros pastores. Eles também foram surpreendidos e incentivados a praticar o conhecimento recebido. A irmã Meseret*, que também participou do curso, me disse: "Não há nada melhor do que restaurar a dignidade e a esperança de alguém!" Ela conseguiu recentemente aconselhar uma vizinha que acreditava que seu marido morreu devido ao seu pecado. Meseret convidou a mulher para um café e ouviu a sua história de medo, frustração e quebrantamento. Esse encontro iniciou um processo de cura para a viúva, e hoje, ela pode se casar de novo. Ela está completamente curada. Outro participante, Girma*, um ancião, também testemunhou o quanto o curso significou para ele. Como evangelista transcultural, ele passa muito tempo aconselhando, especialmente jovens perseguidos. "No passado, eu fiz isso sem qualquer conhecimento, e às vezes eu feria as pessoas que aconselhava porque dava soluções temporárias que não alcançavam os problemas reais e suas causas. Hoje compartilho o conhecimento que ganhei com meus colegas de trabalho. E assim, treinamos e organizamos um grupo de conselheiros para ajudar realmente os irmãos”, explica ele. *Nomes alterados por motivos de segurança. Pedidos de Oração Peça ao Senhor que capacite nossos irmãos a treinar mais pessoas e que o aconselhamento pós-trauma que oferecem não só faça a igreja crescer, mas ajude os cristãos perseguidos e que eles, assim fortalecidos, ajudem outros. Louvemos a Deus pela vida desses e de outros irmãos que se dedicam em ajudar quem mais precisa. Muitas vezes, eles também estão machucados, mas deixam de lado a própria dor para curara dor do próximo. Apresente ao Senhor esses cristãos feridos. Que eles possam ser restaurados e curados. - See more at: http://domingodaigrejaperseguida.org.br/restaurando-a-dignidade-e-a-esperanca#sthash.VsoiLnIM.dpuf

PEDIDOS DE ORAÇÃO: DEUS TAMBÉM CONHECE A DOR DA PERDA TANZÂNIA

Em outubro de 2013, extremistas mataram Elias Lunyamila enquanto ele e outros dois vigiavam a igreja em Mwanza, no norte da Tanzânia. A esposa dele, Mary*, encontrou com uma equipe da Portas Abertas e contou sobre a dor da perda, as cartas de encorajamento que recebeu e como Deus sustentou sua fé. As viúvas muitas vezes enfrentam grande solidão. Depois que perdi Elias, temia muito por ela. Eu o conheci na igreja que eu ia depois que nasci de novo. Ele era o presidente do grupo de jovens. Nós nos apaixonamos e nos casamos em 2009. Fiquei grávida rápido e dei à luz ao nosso primeiro filho. Quando ele tinha três anos, fiquei grávida novamente e dei à luz nossa filha. Oito meses depois, Elias foi morto. No dia, ele voltou para casa do trabalho, tomou banho, jantou e depois foi vigiar à igreja porque havia uma série de ataques na área na época. Na manhã seguinte, uma multidão bateu na minha porta e eu não tinha um bom sentimento. Nosso pastor me disse que a igreja tinha sido atacada e Elias tinha sido agredido até a morte. Os outros dois ficaram gravemente feridos, mas sobreviveram. Por muito tempo fiquei muito brava com os extremistas. Honestamente, se eu encontrasse com um, eu não sei o que teria feito. Eu estava devastada com a ideia de meus filhos tinham perdido o pai em uma idade tão jovem. Eles precisavam dele. Eu também tive muitas perguntas a Deus: "Por que isso aconteceu comigo? Por que me deixou viúva tão jovem? Por que eu?". Mas com o passar do tempo, comecei a ler minha Bíblia novamente e, finalmente, comecei a aceitar que meu marido tinha ido embora. Percebi que Deus o amava mais do que eu. Quando lembrei de que ele também conhecia a dor da perda, isso me ajudou. Foi um trabalho árduo, mas hoje meu relacionamento com ele é forte. Ele me dá muita força e eu o vi agir por mim. Eu nunca fui para a cama com fome. E quando eu sinto dor, eu ligo o rádio e canto. Fiquei espantada com a bondade de Deus comigo no incrível apoio que recebi. Minha igreja tem sido tão boa para mim. Eles não me abandonaram. A forma de apoio da Portas Abertas também trouxe um grande conforto. Quando os recebi pela primeira vez logo após o funeral, recebi palavras de Deus que me encorajaram. A segunda visita, veio acompanhada de uma grande caixa de cartões. Havia tantos! Fiquei profundamente consolada porque elas me provaram que o mundo inteiro tinha ouvido falar do meu caso. Meu inglês não é bom, mas mesmo assim eu identifiquei as palavras: 'Não se preocupe, Mary!' E 'Deus te abençoe, Mary!'. Agradeço a cada um de vocês que me escreveu. Eu recebi suas cartas e cartões com muita alegria e amor. *Nome alterado por razões de segurança. Pedidos de Oração Agradeça a Deus pela transformação que Mary teve em sua vida e modo de pensar. Que o Espírito Santo possa sempre consolá-la nos momentos de fraqueza. Interceda pelo futuro dela e dos filhos. Que a cristã encontre portas abertas para continuar atendendo as necessidades da família. Que Deus continue surpreendendo-os. Peça também pelo coração dos filhos, que eles não tenham sentimentos ruins pelos extremistas, nem hoje, nem no futuro, e entendam que a melhor resposta é o amor. - See more at: http://domingodaigrejaperseguida.org.br/deus-tambem-conhece-a-dor-da-perda#sthash.yGTzmW3l.dpuf

PEDIDOS DE ORAÇÃO: CRIANÇAS PERSEGUIDAS NA ÁFRICA SUBSAARIANA

Em um recente encontro em Paris com líderes de todo o mundo, a UNICEF divulgou que 65 mil crianças foram libertadas das forças e grupos armados nos últimos 10 anos. A reunião visava também acabar com o uso de crianças em conflitos. Dados precisos sobre o número de crianças utilizadas e recrutadas em conflitos armados são difíceis de confirmar devido à natureza ilegal do ato. No entanto, estima-se que dezenas de milhares de meninos e meninas com menos de 18 anos são usados ​​em conflitos em todo o mundo. Desde 2013, cerca de 17 mil crianças foram recrutadas no Sudão do Sul e 10 mil na República Centro-Africana. Na Nigéria e países vizinhos, dados verificados pela ONU e seus parceiros indicam que só para o grupo extremista Boko Haram, aproximadamente 2 mil crianças foram alistadas em 2016. Meninas foram usadas como bombas suicidas pelos militantes. As estimativas mostram que das 65 mil crianças libertadas, mais de 20 mil estavam na República Democrática do Congo, cerca de 9 mil na República Centro-Africana e mais de 1.600 no Chade. É interesse analisar que em boa parte desses países, o motivo pelo recrutamento é o extremismo religioso que visa a perseguição. Muitas dessas crianças eram cristãs e muitas ainda estão presas longe da família e de tudo. Como corpo de Cristo, nós não podemos nos esquecer delas. Elas e suas famílias contam com as nossas orações. Pedidos de Oração Agradeça a Deus pelas crianças libertadas. Que elas consigam superar todo e qualquer tipo de trauma e dor. Clame ao Senhor pelas crianças que se encontram sob domínio de extremistas. Que elas tenham proteção e consolo no Senhor. Em abril completa 3 anos que as meninas do Chibok foram sequestradas. Só Deus sabe da situação e condições atuais de cada uma. Por favor, não deixe de interceder por elas. - See more at: http://domingodaigrejaperseguida.org.br/criancas-perseguidas-na-africa#sthash.A52sZqyP.dpuf

PEDIDOS DE ORAÇÃO: COMO CRISTÃOS, NÓS TEMOS QUE ESPERAR A PERSEGUIÇÃO QUÊNIA

Pastor Jeremiah (pseudônimo), da cidade de Mpeketoni, no Quênia, sabe o que é ser estar em uma situação sem esperança. Depois de ter sua visão sobre a perseguição transformada, ele compartilha as experiências que tem tido como alguém que é perseguido por amor a Cristo. "O ataque em Mpeketoni me deixou traumatizado, eu estava confuso. Você sai da sua casa de manhã, e a primeira coisa que vê são corpos deitados nas ruas. Você sente raiva, não há nada que possa fazer. Aí começam a vir os questionamentos normais a todo ser humano, como: 'Como é que tal coisa nos aconteceu? Como Deus pode permitir que nos encontremos em tal situação?’ Mas, a Portas Abertas nos ajudou. Ela realizou sessões de aconselhamento pós-trauma, foi conosco aos enterros e visitou os afetados, que haviam perdido parentes. Além disso, mantiveram as sessões do treinamento Permanecendo Firme Através da Tempestade e nos ajudaram a perceber que como cristãos, nós temos que esperar a perseguição. Isso realmente ajudou e fortaleceu a igreja. Eles também conversaram conosco como líderes do corpo de Cristo. A partir dali, tivemos uma nova postura para ajudar a igreja. Depois de cerca de quatro semanas eu vi que o que aconteceu fez minha fé ser mais forte. Lembrei-me do versículo em que Jesus diz: "Neste mundo vocês terão aflições", e todas essas coisas, como a dor e a cruz. O que realmente aconteceu foi uma confirmação das palavras proféticas de Jesus. Isso me encorajou a continuar confinado no Senhor e não negar a minha fé. Eu levei a minha salvação mais a sério. Ore por nós, os cristãos no Quênia. Peça por força e coragem para continuarmos, não temermos as ameaças ou até a morte, mas sermos encorajados a permanecer ministrando e pregando o evangelho. Saber que há milhares de irmãos e irmãs em todo o mundo orando por nós, nos encorajou e nos fortaleceu para avançarmos." Pedidos de Oração Agradeça ao Senhor pela vida do irmão Jeremiah, e de tantos outros, que decidiram não desistir e permanecer apesar de tudo no Quênia. Entregue a Deus a situação dos nossos irmãos no país. Que a proteção e a graça dele os acompanhem em todo o tempo. Peça que mais cristãos perseguidos sejam alcançados pelas iniciativas da Portas Abertas. E que, assim como Jeremiah, tenham suas visões transformadas pela palavra. - See more at: http://domingodaigrejaperseguida.org.br/como-cristaos-nos-temos-que-esperar-a-perseguicao#sthash.19RcPHcN.dpuf

PEDIDOS DE ORAÇÃO: OS CRISTÃOS DA REPÚBLICA CENTRO-AFRICANA PEDEM AJUDA REPÚBLICA CENTRO-AFRICANA

Defensores de um chefe muçulmano conhecido como "Grande homem" mataram o pastor Jean Paul Sankagui, em Bangui, capital da República Centro-Africana. O presidente da igreja do pastor disse que o ataque ocorreu depois que as forças do exército e da MINUSCA, missão de manutenção da paz no país da ONU, patrulharam a área e mataram dois seguidores do Grande homem que dispararam contra eles perto de uma igreja. Em resposta, os homens mataram o pastor Sankagui em sua casa e incendiaram a igreja dele. Não está claro quantas pessoas morreram ou ficaram feridas porque os membros do grupo bloquearam a entrada na área. Pelo menos três lugares de culto foram destruídos na capital desde o início do ano. Na noite de 14 de janeiro, os muçulmanos atearam fogo a uma tenda cristã que estava sendo usada temporariamente como um local de culto na mesma área. Segundo o pastor, os muçulmanos ameaçaram não permitir um lugar de encontro cristão até que os muçulmanos tenham retornado à área e reaberto suas mesquitas. Esses acontecimentos ocorreram em Bangui pouco depois de 9 mil pessoas, muitas delas cristãs, terem sido forçadas a sair de suas casas por causa de conflitos entre rebeldes na cidade de Bocaranga (a 500 km da capital), no norte da província de Ouham-Pendé. A ONU informou que as pessoas fugiram depois que a violência entre dois grupos armados não identificados começou. Nos confrontos, ONGs foram atacadas, saqueadas e pelo menos um escritório foi queimado. Além disso, lojas, mercados e uma igreja foram também foram roubados. Pedidos de Oração Clame por conforto à família e congregação do pastor Sankangui. Interceda pela paz duradoura em Bangui e região. Ore para que os cristãos sejam exemplos e tenham a graça de não combater o fogo com fogo. Milhares de cristãos estão espalhados em campos de deslocados em todo o país, enfrentando tristes condições. A região de Kaga Bandoro, (próxima à capital), teve pelo menos 15 barracas destruídas, deixando os deslocados ainda mais expostos. Clame pela provisão e encorajamento do Senhor em meio a essas dificuldades. - See more at: http://domingodaigrejaperseguida.org.br/os-cristaos-da-republica-centro-africana-pedem-ajuda#sthash.9wdsamN7.dpuf

PEDIDOS DE ORAÇÃO: COMO VIVEM OS CRISTÃOS NO SUDÃO

O país é governado pelo regime autoritário de Omar Hassan Ahmad Al-Bashir, que chegou ao poder através de um golpe em 1989. Ele sobreviveu a várias crises, mas continua no governo por adotar uma linha dura. Esta forma de regime afeta diretamente a vida dos cristãos. No entato, eles costumam suportar o peso. Apesar de todos os desafios que essa gestão traz, os cristãos oram para que ele conheça a Deus e abrace a justiça e a misericórdia. Quando olhamos a situação dos cristãos sudaneses, vemos que ela nunca foi fácil. O islã está historicamente enraizado na sociedade, inclusive com tendências radicais. A maioria da população é constituída por muçulmanos sunitas, mas o governo tem laços xiitas. A sharia, conjunto de leis islâmicas, é a base do sistema jurídico do país, e deixar o islã é punível com a morte. O governo estima que apenas cerca de 3% da população é cristã e vive principalmente na capital Cartum ou nas Montanhas Nuba. Essa comunidade de cristãos está sob grande pressão do governo e dos extremistas muçulmanos. Há padrões que se assemelham a limpeza étnica. A opressão islâmica e a oposição do governo dificultam a vida dos cristãos. As leis de blasfêmia são rotineiramente usadas para processá-los. Atualmente, as autoridades mantêm presos o pastor Hassan Kodi e o cristão checo, Petr Jašek (junto com um estudante de Darfur, Abdulmomen Abdulmawla). Eles são acusados de cometerem crimes contra o Estado. Em um país fechado e sem flexibilidade, escolher seguir o caminho de fé não padrão, no caso o cristianismo, é uma decisão ousada e muito arriscada. Pedidos de Oração Apesar dos riscos que os cristãos enfrentam no Sudão, existe uma comunidade de fiéis ex-muçulmanos. Entregue nossos irmãos ao Senhor e que sua graçaesteja sempre com eles. Clame pelos irmãos presos. Que Deus continue sustentando-os em tudo o que precisam física e espiritualmente. Ore para que as mentes das autoridades responsáveis pelos casos sejam abertas e os cristãos sejam libertados e possam testemunhar o agir do Senhor. Agradeça a Deus por estabelecer a sua igreja no Sudão. Que os nossos irmãos sejam, cada dia mais, fortalecidos na fé e na palavra. - See more at: http://domingodaigrejaperseguida.org.br/como-vivem-os-cristaos-no-sudao#sthash.UcFpptqz.dpuf

PEDIDOS DE ORAÇÃO: COMO POSSO ORAR PELA SOMÁLIA? SOMÁLIA

O país que ocupa a 2º colocação na Lista Mundial da Perseguição 2017, é quase 100% muçulmano, o que representa que uma grande parte do país vive sem esperança. Em 2016, a Somália estava em 7º lugar. Os cristãos somalis enfrentam perseguição severa por parte do extremismo islâmico e antagonismo tribal. Eles não podem participar abertamente de encontros nem ler uma Bíblia ou buscar sobre Deus na internet. Quando alguém ousa fazer algo assim e é identificado, normalmente paga com a vida. O país tem lutado contra o tribalismo e radicalismo que tem criado conflitos prolongados. O grupo extremista islâmico Al-Shabaab continua a causar estragos, atacando o governo e as forças internacionais para retomar território. A Somália está em eleição presidencial. Mais de 15 candidatos, incluindo o atual presidente e seu primeiro-ministro, disputam a posição. Apesar do cenário desanimador, podemos acreditar que Deus está no controle também desse processo. Mesmo com a difícil situação da Somália, ainda existam pessoas que buscam ao Senhor e a quem ele tem se revelado: "Eu te devo tanto porque você compartilhou a palavra de Deus comigo", disse um cristão somali à um parceiro da Portas Abertas. "Eu apresentei o seu programa de rádio a dois amigos. Eles fingem não gostar, mas acho que eles estão mentindo porque continuam ouvindo todas as noites”, ele conta. “Minhas muitas dificuldades fazem-me amar ao Deus que se tornou minha proteção. Quando testemunho sobre minha fé, sinto comigo um poder que me impede de cair. Sinto-me diferente e não sou a mesma pessoa de antes. Após encontrar uma Bíblia escrita em somali e outra em inglês, encontrei a cura de muitas formas. Sei que minha situação se estabilizará um dia”, disse outro cristão somali perseguido. Pedidos de Oração Peça por graça e proteção do Senhor sobre os nossos irmãos somalis. Que eles e seus filhos permaneçam apesar de todos os desafios que enfrentam. Clame por uma igreja forte e saudável que não se entrega, mas acredita que por mais difícil que pareça ser uma situação, o Senhor está no controle dela. Interceda pela escolha do novo presidente. Que a nova liderança trabalhe com maior liberdade para todos os somalis e crie espaços para os cristãos adorarem livremente. - See more at: http://domingodaigrejaperseguida.org.br/como-posso-orar-pela-somalia#sthash.54lrWpKk.dpuf

PEDIDOS DE ORAÇÃO: A ÚNICA MANEIRA DE OBTER FORÇA É COLOCANDO OS OLHOS NA CRUZ ETIÓPIA

Megersa*, é um jovem que decidiu deixar o islã para se tornar cristão na Etiópia. Na época, sua família o rejeitou e a comunidade quis matá-lo. Seu irmão tentou esfaqueá-lo. O jovem ficou sozinho. A igreja na região tentou apoiá-lo por algum tempo. Mas, a situação ficou delicada e a Portas Abertas o tem ajudado, desde então. Quando perguntado sobre como se sentiu, o jovem compartilha: “Quando eles vieram e tentaram me atacar, eu lembrei das coisas que os líderes da igreja me ensinaram sobre a luz e as trevas, Cristo e o diabo e as coisas espirituais e do mundo. Eles são as trevas, mas Jesus é a luz. E eu escapei delas para Jesus e sua luz. Ele me protege. Eu acredito que ele sempre me protegerá de situações como essas. Meus professores me disseram: ‘Não odeie eles, mas os ame. Um dia o Senhor terá um encontro com eles e os trará para a casa. Ao invés de odiá-los, ore por eles. Eles estão nas trevas e nas mãos de Satanás. Você que está em Cristo e vive em sua luz, somente os ame’. Eu agradeço a Deus por vocês estarem orando por mim e me ajudarem tanto. Eu louvo ao Senhor pelo suporte, oração, conselhos e outras coisas. Eu desejo que vocês sejam fortalecidos até o fim e que nos encontremos no céu. A única maneira de obter força é colocando os olhos na cruz, em Jesus Cristo. A palavra diz ‘eu estou com você para sempre, não tenha medo de nada’. Confiando diariamente nessa promessa, eu coloco meus olhos na cruz”. Pedidos de Oração Louve ao Senhor pela vida de Megersa e pela maturidade que ele demonstra mesmo sendo novo na fé. A jornada dele ainda é grande. Clame para que o jovem se mantenha assim, com os olhos fixos na cruz e no que ela representa. Entregue ao Senhor todos os cristãos na Etiópia que enfrentam algum tipo de perseguição. Que assim como Megersa, eles encontrem força em Deus. Interceda pelo país que é o 22º colocado na atual Lista Mundial da Perseguição. Que o reino do Senhor se estabeleça na Etiópia e mais pessoas sejam alcançadas. - See more at: http://domingodaigrejaperseguida.org.br/a-unica-maneira-de-obter-forca-e-colocando-os-olhos-na-cruz#sthash.smrdRLtQ.dpuf

PEDIDOS DE ORAÇÃO: TRÊS IGREJAS SÃO DEMOLIDAS NA NIGÉRIA

Notícias sobre a demolição de igrejas no estado de Jigawa, no norte da Nigéria, tem causado frustração entre os cristãos locais. Jigawa é governado pela lei islâmica sharia. Desde 11 de janeiro, oficiais derrubaram três templos, todos situados em uma região cristã na capital Dutse. Cristãos que viram as demolições, afirmam que não puderam fazer nada. Elas ocorreram sob a vigilância de muitos policiais. Mais cinco igrejas estão destinadas ao mesmo fim. O secretário executivo do Conselho de Desenvolvimento Urbano, Garba Isa, disse aos jornalistas que os prédios foram construídos sem autorização e que estavam sendo derrubados como parte de uma repressão contra estruturas ilegais: "Organizamos reuniões com a direção dessas igrejas, mas elas não cumpriram as diretrizes do governo. Demos pelo menos três avisos para elas pararem suas atividades, porque não conseguiram obter a autorização do órgão competente. Não tínhamos outra alternativa a não ser cumprir a lei. A Associação Cristã da Nigéria disse que as igrejas afetadas nem mesmo eram membros da organização”. Os cristãos locais não estão convencidos da explicação do governo e os acusam de ter pesos e medidas diferentes. "As mesquitas não necessitam de permissões especiais para serem construídas, enquanto as igrejas precisam. De qualquer forma, eles nunca buscam permissão. Em todo o estado não há nenhuma igreja que foi legalmente atribuída pelo governo como um lugar para adorar. A maioria delas começam em casas. Os cristãos veem esse movimento como uma tentativa do governo de frustrá-los e expulsá-los de Jigawa", comentou um trabalhador local que não pode ter o nome revelado por motivos de segurança. A Associação Cristã da Nigéria circulou um post em uma rede social pedindo aos cristãos que orem pela intervenção de Deus. Eles esperam conseguir diminuir a situação. Pedidos de Oração Interceda pela situação dos cristãos que perderam suas igrejas. Que eles encontrem estratégias para adorar a Deus em outro lugar. Apresente ao Senhor o governo da Nigéria e de Jigawa. Clame por mais flexibilidade nas leis e que o registro das igrejas se torne acessível. Entregue ao Senhor a decisão de mais cinco igrejas serem demolidas. Tudo acontece pela permissão dele, mas se ele quiser que essa determinação cesse, assim seja. Ore para que realmente a igreja e o governo consigam entrar em acordo e os cristãos são saiam prejudicados. Que os pastores e líderes religiosos tenham sabedoria. - See more at: http://domingodaigrejaperseguida.org.br/tres-igrejas-sao-demolidas-na-nigeria#sthash.uiy9jmh3.dpuf

E EVA TEVE OUTRO FILHO- MENSAGEM IMPACTANTE DO PRESIDENTE DO CONSELHO DE PASTORES DO ESTADO DE SÃO PAULO – CPESP – PASTOR EDSON REBUSTINI

Deus falou para Eva ainda no jardim, que seu descendente esmagaria a cabeça da serpente. Essa foi a primeira promessa de que o Messias viria salvar o mundo e acabaria, de uma vez por todas, com a obra do diabo. Eva fica grávida coloca o nome em seus filhos de Caim e Abel. Deus não faz diferenciação entre pessoa e pessoa, mas algo em Abel e sua oferta chamou a atenção de Deus. Abel soube oferecer algo agradável a Deus. Caim ficou com ódio do irmão e começou a tramar sua morte. Foi o primeiro assassinato na história da humanidade. A primeira família da Terra passando por um momento de destruição. Você já passou por momentos onde parece que tudo o que você tinha para a realização das promessas de Deus, se esvaem? Como a promessa de Deus se cumpriria, se Eva havia perdido seu filho? Será que não tem mais jeito? Colocamos nossa fé em métodos e em pessoas, então, quando as coisas não dão certo, perdemos a fé em Deus. A fé deve estar em Deus, não importa o que aconteça. Deus criou o universo de algo que não existia, ele é especialista em criar saídas onde não há e soluções onde eu e você não enxergamos. Os nossos olhos não podem estar a nossa volta, devem estar na Palavra. O senhor nunca vai abandonar aquele que Nele confia. Quando cremos em Deus, sabemos que a tragédia nunca é a última palavra. Quando tudo parecia perdido, Eva engravida de novo e dessa vez coloca o nome do seu filho de Sete. Olhe para o Senhor. Ele não terminou ainda, enquanto você estiver vivo, haverá algo novo de Deus para sua vida. Não desista!”


A ESTRATÉGIA PARA OBTER VITORIAS EM TODAS AS ÁREA DA VIDA - PASTOR SERGIO LOURENÇO DO MINISTÉRIO EM DEFESA DA FÉ APOSTÓLICA E MEMBRO DO CONSELHO DE PASTORES DO ESTADO DE SÃO PAULO

A paz do Senhor a todos, hoje gostaria de ministrar ao coração de cada um de vocês uma palavra que vai revelar a você a estratégia para você obter vitorias na sua vida, essa palavra é para as pessoas que precisão tomar uma decisão e não sabem o que fazer e para pessoas que perderão a esperança e a fé, vejamos o que diz a bíblia no livro de Salmos – Capítulo 60 versículo 12:

COM DEUS DO NOSSO LADO, VENCEREMOS; ELE DERROTARÁ OS NOSSOS INIMIGOS. NOVA TRADUÇÃO LINGUAGEM DE HOJE

Talvez você esteja sofrendo neste momento por não saber o que fazer, mais eu gostaria de te ajudar, primeiramente antes de tomar qualquer decisão em sua vida, você deve consultar e procura saber qual é a vontade de Deus para sua vida,  e o caminho para você descobrir a vontade de Deus é muito simples, você precisara ter um momento especial com Deus, somente você e Ele, como Jesus nós ensinou no Getsemani, Jesus foi ate-la para ter um momento só Ele e Deus, você precisa ter um momento de oração e consagração e assim você conseguirá vencer os inimigos e as dificuldades da vida, pois só assim teremos Deus do nosso lado para conquistar a vitória diariamente e derrotarmos os nossos inimigos e dificuldades. Espero de todo coração que Deus ilumine sua vida e que satanás não tenha força para te seduzir para o pecado. Que Deus tenha misericórdia e te de entendimento amplo para sair desta vida de pecado e venha viver a plenitude de Deus em sua vida.     


sábado, 22 de abril de 2017

PEDIDOS DE ORAÇÃO: HAJARA, UMA MULHER DIFERENTE - ÁFRICA SUBSAARIANA

Hajara*, é uma senhora africana de cinquenta anos que não tem medo de falar do amor de Jesus para quem quer que seja. "As-Salam-u-Alaikum!”, ela pronuncia a saudação islâmica na entrada de um complexo. "Onde está sua mãe?", pergunta para a criança enquanto se senta. "Como você e sua família estão?”, pergunta à mãe da criança ao chegar no ambiente. Embora essa conversa pareça insignificante em sua semelhança com milhões de outras conversas entre mulheres em todo o mundo, Hajara levou anos para construir um relacionamento forte o suficiente para fazê-la ser bem-vinda nesse lugar. Esse local pertence aos Mbororos, um subgrupo seminômade dos pastores muçulmanos fulanis. Eles são considerados violentos e seguem os rituais muçulmanos de oração, jejum e peregrinação. Espiritualmente, eles usam fetiches e encantos, e praticam rituais para proteção. "Eles são difíceis. Os homens Mbororos são rápidos em reagir e, na menor ofensa, podem matá-lo. Tenho de ser muito cuidadosa. Se você não os respeitar, eles vão sempre olhar para você como um estranho e tudo o que você disser cairá em ouvidos surdos. É tão fácil pisar nos pés deles e colocar tudo a perder”, explica a cristã que tenta repetir visitas como essas várias vezes por mês. Desde o início de seu trabalho, ela já viu três conversões. Ela não acha pouco e está satisfeita com o progresso que fez na construção do relacionamento com eles. O fato de terem lhe dado o nome de Hajara, a amiga dos Mbororos, é um testemunho da apreciação deles pelos esforços dela em melhorar suas vidas. Depois de concluir seu tempo com o grupo, a cristã começa sua viagem para casa. Antes, essa era uma viagem cara, mas por meio da Portas Abertas, as coisas mudaram para melhor. No ano passado, ela ganhou uma moto como reconhecimento e apoio pelo importante trabalho que faz. A cristã exerce outros tipos de atividades, como visitar a prisão três vezes por semana e fazer trabalho comunitário no hospital com portadores do HIV. Sobre o trabalho com os Mbororos, ela afirma: "Eles precisam do evangelho. Nosso dever é cuidar bem deles e não os deixar morrer sem conhecer a verdade". Hajara sabe exatamente o custo de virar as costas para o islã para abraçar a Cristo. Ela própria cresceu como muçulmana. Ouviu o evangelho na escola e seu interesse pelo cristianismo causou tanto preocupação a seus pais que a mandaram embora para terminar a escola primária em outro lugar. Lá, ela decidiu seguir a Jesus e teve que fazer isso em segredo por causa dos pais. Depois, se casou com um cristão. Ela enfrenta grande pressão desde então. Principalmente depois que seu marido se aposentou, e ela ficou responsável por atender às necessidades da família. Hoje ela tem uma fazenda de vegetais. É um trabalho duro visto com olhares hostis pelos vizinhos muçulmanos que deixaram claro que Hajara e sua família são impuros. *Nome alterado por motivos de segurança. Pedidos de Oração Ore pela família de Hajara, sua casa, o sucesso dos seus filhos na escola e por empregos para eles. Peça por força enquanto enfrentam hostilidades na comunidade. Que a confiança no Senhor seja um testemunho para os vizinhos e faça com que muitos busquem a salvação em Cristo. Clame para que Deus cuide de todas as necessidades deles e abençoe a fazenda. Interceda por força no trabalho com os Mbororos, portadores do HIV e prisioneiros. Que ela esteja protegida em todo o tempo e não desista de seu chamado. Agradeça ao Senhor pela provisão dele no presente dado a ela, que essa moto leve a nossa a verdade do evangelho a muitos lugares. - See more at: http://domingodaigrejaperseguida.org.br/hajara-uma-mulher-diferente#sthash.RWkv2DIz.dpuf

VIDEOCLIPE DA CRUZADA DO MINISTÉRIO MAX DOWEL NO PAQUISTÃO. MILHARES DE PESSOAS FORAM IMPACTADAS PELA MENSAGEM DO EVANGELHO. MUITOS FORAM CURADOS, LIBERTOS, BATIZADOS COM O ESPÍRITO SANTO E ACEITARAM JESUS COMO SALVADOR E SENHOR DE SUAS VIDAS

MAX DOWEL, brasileiro, casado com a Missionária norte-americana Laura Jean, reside nos Estados Unidos. É pastor, filiado à CGADB (Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil), escritor e conferencista. Atravessando fronteiras geográficas, culturais e étnicas já ministrou a Palavra de Deus em várias partes do mundo. Seu desejo é ganhar almas, edificar o Corpo de Cristo e glorificar a Deus. Suas mensagens simples e inspiradas são seguidas da poderosa manifestação do Espírito Santo, levantando o caído, fortalecendo o fraco e restaurando vidas. Em mais de vinte anos de ministério, este humilde servo, tem sido uma voz profética para as nações. Com seu estilo dinâmico e ousado, estimula-nos a termos o Caráter de Cristo, encoraja-nos a sermos os homens e as mulheres que o Eterno criou-nos para ser e lembra-nos da importância de sermos OHEV ISRAEL (amantes de Israel).